Polícia Civil cumpre mandado de prisão em desfavor de jovem acusado de participação em homicídio no Prado


Prado: Jovem suspeito de homicídio, com mandado de prisão preventivo em aberto, é preso pela Polícia Civil do Prado, e apresentado para o delegado substituto, Bruno Ferrari, que realizou a oitiva do acusado, o qual foi identificado como João Paulo Damacena Cruz, vulgo “JP”, de 21 anos.

As investigações foram lideradas pelo delegado titular, da referida cidade, Kléber Gonçalves, e seus investigadores do Serviço de Inteligência. As investigações apontam que o João Paulo é o autor do homicídio de Charliton Conceição da Silva, vulgo “Ciel”, que tinha 18 anos, e foi morto com 05 tiros, no dia 25 de março deste ano, na Rua Rio de Janeiro, no Bairro São Braz.

O acusado negou para nossa reportagem ter qualquer envolvimento com o referido crime. O João Paulo tem passagem por tráfico de drogas, o que possivelmente pode ter ligação com a motivação do crime, já que a vítima também tinha envolvimento no tráfico de drogas na cidade.

Prado News via:  Cloves Neto/Liberdadenews

Prefeitura de Prado no combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya


Agentes de endemias da Prefeitura Municipal de Prado realizaram na manhã de ontem quinta-feira (25/07) uma ação de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Profissionais equipados com uma bomba costal realizaram a dedetização de algumas áreas no centro da cidade e dos bairros São Sebastião e São Brás.

O coordenador de endemias do município, Rafael Almeida, disse que a infestação município é de 2.2, considerada baixa, mas é uma alerta. Almeida orienta que os moradores que tiverem sintomas da dengue, zika e chikungunya que procurem uma unidade de saúde.
O secretário de saúde, Luiz Dupim, informou recentemente que os postos de saúde dispõem de testes rápidos para dengue e chikungunya.
O coordenador destaca a importância da limpeza dos quintais para eliminar os recipientes que armazenam água parada que são potentes criadouros do mosquito como também manter as caixas d’água tampadas.
g7 noticias

Cobra é encontrada em depósito de merenda em creche de Itamaraju


A Defesa Civil da cidade de Itamaraju informou que um cobra-coral falsa foi encontrada dentro do depósito de merenda de uma creche na cidade de Itamaraju, nesta quinta-feira, 25 de julho.

O Grupo de Apoio ao Desenvolvimento Social fez o resgate do animal após ser acionado pelas professoras da creche.

A cobra que não é peçonhenta estava dentro do depósito da creche Cristo Redentor, ela foi capturada e devolvida a natureza.

Morre César Mata Pires Filho, herdeiro do grupo OAS


O herdeiro do grupo OAS César Mata Pires Filho, morreu hoje (25), aos 41 anos, em São Paulo. Ele estava internadodesde que sofreu infarto durante um depoimento na Justiça Federal de Curitiba.

Na audiência em que passou mal, o empresário dava explicações sobre o caso em que é acusado de pagar propina ao PT e a agentes públicos na construção da sede da Petrobras em Salvador.

Pires Filho é também neto do ex-senador Antônio Carlos Magalhães e primo do prefeito ACM Neto.

PRADO: Família procura Homem desaparecido esde o último sábado (20/07)


Familiares estão a procura de João Antônio Santos do Carmo, 39 anos, que está desaparecido deste o último sábado, dia 20 de julho, quando saiu de sua residência no distrito de Guarani. Segundo informações de sua irmã Elizete , ele saiu de casa trajando camisa branca e bermuda amarela com listras.

A informação mais recente passada por uma sobrinha do desaparecido, é que ele foi visto na tarde de ontem (24), na estrada de Cumuruxatiba na proximidades do assentamento Primeiro de Abril, já sem camisa, só de bermuda e descalço e com o rosto sangrando. Qualquer informação entrar em contato pelos telefones : (73) 99927-2314 ou (73) 99949-4081

Velejadora é espancada por ‘piratas’ durante assalto no Sul da Bahia


Catamarã estava ancorado em Maraú, destino turístico da Costa do Dendê
Catamarã alvo da ação de ‘piratas’ em Maraú (Foto: Divulgação)

A velejadora carioca Maria Augusta Favarato, 38 anos, disse que já perdeu as contas de quantas vezes veio à Bahia, mas que essa última estadia dificilmente irá esquecer. Ao atender a ligação do CORREIO na manhã desta quinta-feira (25), ela logo alertou: “Eu vou falar, só que devagar porque estou muito, muito machucada”. De passagem, pelo estado, com o marido no catamarã Guruçá, Maria Augusta foi submetida a uma sessão de espancamento durante um assalto à embarcação realizado por “piratas” na manhã desta quarta-feira (24), na cidade de Maraú, Litoral Sul baiano – a região é uma das mais procuradas por turistas na Costa do Dendê por conta das piscinas naturais, coqueirais e longas faixas de areia desertas.

A bordo de uma canoa, dois homens se aproximaram do catamarã de 54 pés que estava ancorado na Praia do Sapinho. Um deles subiu na embarcação e com uma faca rendeu Maria Augusta que foi amarrada numa cadeira com fita adesiva encontrada no próprio catamarã e depois agredida a murros e tapas. Na hora, ela estava sozinha. Os bandidos levaram R$ 1.200.

“Ele havia me amordaçado e me batia porque eu não conseguia dizer onde estava o dinheiro. Depois de muito me bater, foi que ele decidiu procurar e encontrou na minha bolsa a quantia. Ela não precisa me bater”, disse emocionada Maria Augusta, que é instrutora de vela, ao CORREIO.

Em nota, a Polícia Militar informou que “chegou ao conhecimento da 33ª CIPM (Valença), 5º Pelotão de Camamu, a informação de roubo ocorrido em uma embarcação que se encontrava atracada na Baía de Camamu, município de Maraú, quando dois indivíduos em uma canoa se aproximaram, sendo que um permaneceu no interior da canoa e o outro entrou na embarcação, fez refém uma senhora que lá estava e subtraiu uma quantia em dinheiro. Uma guarnição foi imediatamente até o local, mas os indivíduos já tinham fugido. Policiais militares da 33ª CIPM seguem em diligência em busca dos autores”.

Maria Augusta levou socos e murros no rosto (Foto: Divulgação)

Assalto
Maria Augusta e o marido, Fausto Favarato, saíram do Rio de Janeiro no Guruçá em junho deste ano rumo à uma competição de regata na cidade do Recife, em Pernambuco, programada para acontecer em outubro. O catamarã seguia viagem junto com outras 10 embarcações.

“Então, todos resolveram parar em Camamu. A gente faz isso para descansar e também para conhecer a localidade. Foi a nossa sexta parada. Como o nosso barco é o maior de todas as embarcações, ancoramos um pouco mais distante para ter espaço para girar o Guruçá de acordo com o vento”, contou ela.

Então, por volta das 9h de quarta-feira, o marido dela saiu para passear com o cachorro da raça pinscher, o  Xerife. Pouco depois de meia hora, uma canoa encostou.

“Mas não dava para ver quem estava dentro. Aí um cara gritou: ‘Ô dona, ô dona’. Quando fui ver, uma pessoa já estava dentro do barco. Um homem de estatura mediana, mulato, cabelo raspado e já com uma faca na mão”, contou Maria Augusta.

Ela tentou em vão se proteger. “Saí correndo para dentro do barco, procurei algo para me defender, mas não tinha nada. Como não achei nada, ele me rendeu, me colocou numa cadeira, abriu a caixa de ferramentas e pegou uma fita e passou em volta dos meus braços e pernas e me amordaçou com a fita. Ele usou também um lacre de plástico como algema para imobilizar minhas mãos”, detalhou.

A instrutora de vela disse que os bandidos queriam dinheiro. “Ele perguntava pelo dinheiro, mas estava amordaçada e não tinha como falar e ele me batia nas pernas, no rosto, na costela, no estômago. Me dava tapas e murros”, contou.

“Tinha dinheiro na bolsa, havia sacado, queria dizer isso, mas ele não entendia que ele mesmo me amordaçou e me batia. Tinha tablet, celulares, mas ele só queria dinheiro e o outro, que estava na canoa, só gritava: ‘Só dinheiro’. Foi quando o bandido que estava no barco achou os R$ 1.200 na minha bolsa. Ele ainda viu os cartões e queria mais dinheiro. Como não tinha, tornava a me bater”, relatou.

Maria Augusta apanhou por quase 10 minutos. “Na hora que decidiram ir embora, o bandido que estava no barco me deu um tapa que desmaiei. Acordei uma hora depois com os pés latejando de dor porque ele apertou muito. Consegui me arrastar até o rádio VHF (rádio usado pelos velejadores). Fiquei gemendo no rádio, foi aí que os velejadores perceberam e vieram ao barco e me desamarraram”, relatou ela, que tem marcas da violência no rosto, braços, barriga e pernas.

A instrutora de vela também foi agredida na costela (Foto: Divulgação)

A Bahia sempre esteve nos planos de viagem da instrutora de vela, mas ela nunca esperava que seria vítima de uma ação tão violenta.

“Sempre soube de casos com outros velejadores, mas nunca imaginava passar por isso. A Bahia para nós velejadores é a região mais insegura. Já teve muitos assaltos, principalmente na Ilha de Itaparica, como o caso do casal francês que ficou com o rosto desfigurado porque não compreendia o que eles queriam. E teve também o caso do velejador Abel que foi assassinado também em Itaparica”, declarou.

Em seguida, ela desabafou: “Ações como estas a gente chama de pirataria. Em Angra (RJ), quando vão roubar um veleiro, levam o motor. Aqui, na Bahia, entram no barco e são agressivos. No meu caso, não precisava me bater. Me bateram sem necessidade”.  O casal continua embarcado no catamarã em Maraú, onde deve procurar a Polícia Civil para registrar a ocorrência.

O correio

Prefeita Mayra lamenta falecimento do presidente da Associação dos Moradores do Morro da Fumaça


A Prefeitura Municipal de Prado lamenta o falecimento do Sr. Suhayl Pereira, 59 anos, presidente da Associação dos Moradores do Morro da Fumaça, em  Cumuruxatiba – Prado – BA.

O Sr. Suhayl faleceu hoje (24/07) num grave acidente de moto em Itapetinga – BA, por volta das 13h desta quarta-feira. Apesar de não ser natural do município, era presidente da Associação de Moradores e estava constantemente em contato reivindicando melhorias para aquela localidade.Neste momento de dor, a Administração Municipal e a Prefeita Mayra Brito se solidarizam com os familiares e amigos.

Prado e outras 4 seleções do Extremo Sul na disputa do Intermunicipal 2019


A 62ª edição do Campeonato Intermunicipal, considerada a maior competição da categoria no país, está pronta e será lançada no próximo sábado, 27, no tradicional Congresso do Intermunicipal, que marca a abertura oficial do certame.

Serão 66 Seleções em campo na primeira fase. Em relação à edição do ano passado, houve um aumento no número de participantes. Em 2018, 63 seleções iniciaram a disputa.

Dezenas de atletas que fizeram história no futebol mundial foram revelados no Intermunicipal. Um desses exemplos é o goleiro Geovane, campeão em 2019 por Itamaraju e que hoje defende o Bahia, após disputar o Baianão pelo ECPP Vitória da Conquista.

Na edição 2019 da competição apenas 5 cidades do extremo sul estão oficialmente inscritas no certame.  São elas: Belmonte, Eunápolis, Porto Seguro, Prado e Itamaraju, que é atual campeã. Teixeira de Freitas e Itabela optaram por ficar de fora.

Suspeito foge de abordagem da CAEMA e deixa mochila com drogas para trás.


Teixeira de Freitas: Suspeito corre para dentro de uma área de vegetação, e larga mochila para trás com droga, no Bairro Liberdade ll, em Teixeira de Freitas. O fato aconteceu após o suspeito avistar a viatura da CIPE/CAEMA, no início da tarde desta terça-feira, 23 de julho. Os PMs ainda tentaram localizar o suspeito, mas, não houve êxito.

Na mochila foram encontradas 387 buchas de substância tipo maconha, uma faca e uma marreta de borracha que estava sendo utilizada para cortar a droga, que foi apresentada na Delegacia de Polícia, para delegada plantonista, Maria Luíza Ribeiro, que lavrou a ocorrência. Os materiais serão periciados.