Vítima de estupro coletivo volta a ser molestada por criminoso em viatura.


maxresdefault-1

A Polícia Civil e a Polícia Militar abriram procedimentos para investigar a conduta de seus agentes ao atenderem caso de estupro coletivo de uma mulher de 34 anos. A vítima foi conduzida à delegacia ao lado dos seus agressores e voltou a ser molestada no carro da PM. Na delegacia, o agente escreveu termos vulgares ao registrar a ocorrência, como “só gritou quando empurraram um galho de árvore na sua bunda”. Dois adolescentes foram apreendidos pelo crime. Era o quarto ataque sexual que a mulher sofria do mesmo grupo.

O caso foi revelado pelo jornal Extra. A vendedora X., de 34 anos, foi atacada na madrugada de segunda-feira (17). Ela estava em um bar com um amigo, no bairro Lagoinha, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, quando quatro jovens ligados ao tráfico da região a arrastaram para o banheiro do bar. De lá, ela foi levada para uma rua deserta e com pouca iluminação, onde passou a ser estuprada pelo grupo. Um carro do 7º Batalhão da PM (São Gonçalo) passou pelo local, a encontrou nua e a socorreu.

Mais à frente, os policiais encontraram os adolescentes, que foram reconhecidos pela mulher. Eles foram detidos e sentaram na mesma viatura, ao lado da vítima. No caminho para a delegacia, um deles alisou sua perna e a ameaçou: “Fica tranquilinha, vai dar tudo certo”.

A vendedora foi levada para a 74ª Delegacia de Polícia (Alcântara), que não tem Núcleo de Atendimento à Mulher nem seguiu o novo protocolo da Polícia Civil para atendimento de vítimas de violência sexual, que prevê “atendimento humanizado à vítima, proporcionando condições necessárias para que ela possa comunicar a violência sofrida”.

No registro de ocorrência, o policial escreveu expressões como “boquete triplo”, “fizeram anal e vaginal”, “não usaram camisinha, no pelo”, e ainda “que a declarante só gritou quando empurraram um galho de árvore na sua bunda”.

Protesto em Copacabana pelo fim da violência contra mulher

“Não é fácil. Durante o depoimento, fiquei muito desconcertada. Tinha acabado de acontecer tudo aquilo comigo. Estava sentindo dor e ainda muito abalada. Depois, fui para casa e me senti muito abandonada”, disse a vendedora, em entrevista ao Extra.

A vendedora contou que há quatro anos um ex-namorado divulgou vídeo íntimo gravado sem consentimento na favela onde ela mora. Depois disso, os traficantes a estupraram quatro vezes, em quatro anos.

“Estou me sentindo completamente desamparada. Eu tinha medo de que justamente isso pudesse acontecer se eu registrasse o caso. Minha vida está devastada. Eu e minhas filhas não podemos ir para casa. As amigas das minhas filhas foram a minha casa e encontraram tudo revirado. Tentaram levar até a minha máquina de lavar”, disse ao jornal.

A polícia abriu inquérito e tenta localizar os outros criminosos. A Chefia de Polícia Civil determinou a redistribuição do inquérito policial à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) de São Gonçalo. O caso segue em sigilo e está sendo acompanhado pela Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa e pela Secretaria Estadual de Direitos Humanos. A mulher está na casa de amigos.

“A Polícia Civil destaca que, diante de eventual descumprimento do protocolo de atendimento e da conduta do policial civil veiculada pela imprensa, o delegado titular da 74ª Delegacia de Polícia instaurou procedimento para apurar a ocorrência de infração disciplinar”, informou a Polícia Civil, em nota.

Já a PM informou que outras viaturas estavam ocupadas em outras ocorrências, “por se tratar de área de risco”. “A ação da PM foi fundamental para que acusados de envolvimento neste crime fossem presos. Todavia, as circunstâncias da ocorrência em que a vítima foi atendida e que dois suspeitos foram presos serão apuradas.”

Estupro coletivo

Em maio, uma adolescente de 16 anos foi vítima de estupro coletivo numa favela da zona norte e os criminosos divulgaram vídeos e fotos da jovem desacordada. Ela chegou a dizer que “acordou com 33 homens em cima” dela.

A polícia, no entanto, entendeu que, “por perturbação ou trauma”, ela fez a confusão. Raí de Souza e Raphael Duarte Belo estão em prisão preventiva pelo crime de estupro. O traficante Moisés Camilo Lucena, acusado do mesmo crime, está foragido.

Por: estadão

PSOL questiona supersalários de Geddel Vieira Lima e Eliseu Padilha


imagem_noticia_5

O PSOL pretende ingressar nesta semana com uma ação na tentativa de derrubar a brecha que permite salários acima do teto a ex-congressistas que hoje atuam no primeiro escalão do governo de Michel Temer e no Tribunal de Contas da União. A Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental questionará o pagamento de supersalários aos ministros Geddel Vieira Lima, da Secretaria de Governo, e Eliseu Padilha, da Casa Civil. Enquanto o primeiro teve total bruto, em setembro, de R$ 51,3 mil com salário de ministro e aposentadoria parlamentar, o segundo somou R$ 50,3 mil, segundo a Folha de S. Paulo. No entanto, o teto remuneratório do funcionalismo público é de R$ 33,8 mil. A brecha para recebimento de valores superiores ao limite foi concedida pelo Tribunal de Contas da União (TCU), onde dois ministros também recebem subsídios acima do teto. José Múcio Monteiro recebe R$ 32 mil de subsídios e R$ 26,1 mil de aposentadoria parlamentar, enquanto Augustus Nerdes ganha R$ 32 mil de subsídio, mais R$ 14,6 mil de aposentadoria parlamentar. Os dois são ex-deputados. Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima não quiseram se manifestar sobre os valores acima do teto e disseram não ver constrangimento na defesa de regras mais duras para concessão de aposentadoria ao restante da população.

Tragédia: Estudante de Direito é morta em festa pelo namorado PM, que se suicida em seguida


4cx1ofs

A aluna de Direito foi morta pelo policial militar Wellington Landim, que se matou logo após o crime. Segundo a polícia, os dois tinham um relacionamento. A estudante e o policial participavam de um churrasco pré-formatura em uma chácara no bairro Vila Rossi, na zona norte da cidade. De acordo com informações de testemunhas, os dois teriam começado uma discussão e Wellington acabou atirando contra a jovem. Ela morreu no local e, em seguida, o jovem se matou com um tiro. O corpo de Mariana foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) de São José durante a madrugada e encaminhado para o cemitério particular no bairro Morumbi, onde está sendo velado.

O enterro está previsto para às 17h. Já o corpo do policial foi liberado apenas no início da manhã deste domingo e está sendo encaminhado para o Cemitério Municipal de Arantina (MG), onde será velado e enterrado no fim da tarde. Após o crime, equipes da polícia estiveram no local ouvindo seguranças e convidados do evento, colhendo informações sobre o caso. A Polícia Civil ainda está investigando as causas do crime.

Outro lado

O advogado Jamil José Saab da empresa Atlas Imagem & Cia, uma das organizadoras da festa, disse que os seguranças pediram para o policial, que seria convidado da estudante, não entrar armado no local. O homem, porém, teria se recusado a deixar o revólver no carro, alegando que por ser policial, poderia permanecer armado no evento. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) também foi procurada na manhã deste domingo para comentar a conduta do policial envolvido no crime. A reportagem aguarda posicionamento.

Gilvan Produções (PMDB) e Carlão (PCdoB) podem ter seus registro de candidaturas cassados por crime Eleitoral e ficarem inelegíveis.


Na campanha politica o  flagrante contra o candidato da oposição já foi denunciado ao juiz eleitoral de Prado, numa Ação de Investigação Judicial Eleitoral que pode resultar na inelegibilidade e cassação do registro de Gilvan Produções (PMDB) e Carlão da Saúde (PCdoB).

e93a3513-e234-47f1-b7ee-9092ca849a0c-696x339

Os dois estão sendo acusados no Processo Eleitoral N.º 0000499-33.2016.6.05.0112, que investiga a realização de showmício e a distribuição de gasolina. Sendo comprovado, Gilvan Produções e Carlão da Saúde poderão ficar inelegíveis por oito anos.

No dia dos fatos, segundo a denúncia, investigada pelo Ministério Público Eleitoral, várias pessoas foram flagradas abastecendo veículos ornamentados de bandeiras e plotados com material gráfico da campanha dos investigados. Fotos mostram motos e carros abastecendo no Posto Pataxós, no centro da cidade.

Outro ponto da denúncia foi a utilização de um minitrio para a apresentação de músicos, em evento assemelhado à showmício que é proibido por lei.

A audiência do processo contra os candidatos da Coligação Majoritária A Força do Povo, está marcada para a próxima quinta-feira, dia 27 de outubro.

Fonte: PradoNoticia

Arábia Saudita decreta pena de morte para quem carregar Bíblia


b_blia_com_sangue

 A Arábia Saudita é o “berço” do Islamismo, tendo em Meca a cidade mais sagrada desta religião.
A Arábia Saudita é o “berço” do Islamismo, tendo em Meca a cidade mais sagrada desta religião. Já é proibido aos não muçulmanos entrarem naquela cidade. De modo geral, a perseguição religiosa só aumenta. Não há igrejas conhecidas e a maioria dos cristãos naquela nação são imigrantes estrangeiros.
Agora, o governo do país que já se diz regido pela lei sharia, anuncia modificações em uma lei sobre literatura. Isso poderá marcar o fim do cristianismo na região. O motivo é simples: está prevista pena capital para quem carregar Bíblias para dentro da Arábia. Ou seja, o que já era considerado contrabando, agora chega ao extremo. Não se pode comprar legalmente uma cópia das Escrituras por lá.
A missão Heart Cry  [Clamor do coração] divulgou em seu relatório mais recente que ao legislar sobre a importação de drogas ilegais, incluiu-se um artigo que aborda “todas as publicações de outras crenças religiosas não islâmicas e que tragam prejuízo”. Ou seja, na prática, entrar com uma Bíblia na Arábia Saudita será o mesmo que carregar cocaína ou heroína.
Opinião:
 
“E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram.”
Apocalipse 6:9
Perseguição e morte de cristãos é bíblico e ocorre desde os tempos de Jesus.
Por ser um importante parceiro comercial dos EUA – onde rola grana alta e muito petróleo – a Arábia raramente recebe cobertura negativa da imprensa internacional…. nem nessa caso contra cristãos, nem contra gays, por exemplo, que também são sumariamente mortos por lá quando descobertos.
E não se ouve falar em protestos do pessoal dos direitos humanos, nem em manifestações contrárias de nenhum tipo. Assim como já ocorre na Síria e em outras partes do mundo, parece que o assassinato de cristãos é algo encarado com certa naturalidade.
Por Leonardo Souza

Justiça eleitoral vai recontar votos em Prado, Alcobaça e Caravelas


A justiça eleitoral da 112a zona irá realizar a recontagem dos votos apurados nas últimas eleições do dia 02 de outubro.

 

edital

A decisão do juiz, Dr. Leonardo Coelho, atinge o pleito de escolha dos candidatos das cidades de Prado, Alcobaça e Caravelas.

O reprocessamento do resultado está previsto para às 11h00 da próxima segunda-feira (24). Em seu despacho, Dr. Leonardo Coelho, considerou a necessidade da recontagem, após o julgamento de recursos impetrados ao longo do processo eleitoral.

Tentativa de Homicídio nesta noite de sexta feira em Prado


8e57a0e6-dc67-4ada-b077-63c4e66a10d9

Por volta das 23:00 nesta noite de sexta feira dia (21) um homem conhecido como Issinho, sofreu tentativa de Homicídio no Barrido são Sebastião.

O mesmo recebeu várias pedradas na cabeça. A vitima foi socorrida para (Unidade de Pronto Atendimento UPA) para receber os Primeiros Socorros.

Como seu estado de Saúde era muito Grave foi transferido para o hospital Regional na Cidade de Teixeira de Freitas

Ainda não se sabe o autor do Crime.

Mucuri: Mãe acusa diretora de agredir filha de 10 anos em escola – Veja vídeo


A mãe de uma estudante de 10 anos de uma escola municipal de Mucuri, cidade na região sul da Bahia, registrou queixa contra a diretora da instituição de ensino por agressão contra a criança. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (20) pela Polícia Civil. A diretora nega a acusação, segundo o delegado Samuel Martins Neto, que apura o caso.

A mãe da aluna foi na quarta-feira (19) na delegacia prestar a queixa e disse que a agressão contra a filha teria ocorrido no dia anterior, durante a hora do recreio.

A menina estuda no quarto ano do ensino fundamental na Escola Municipal Ismar Teixeira Guedes, na Rua Santo Antônio.

“A menina disse para a mãe que tinha levado um tapa da diretora, e a mãe veio prestar a queixa. Mas, por enquanto, a história está muito confusa. Cada um diz uma versão diferente”, declarou o delegado, que disse já ter ouvido os envolvidos e remetido o caso para a Justiça.

A aluna fez exame de corpo de delito na manhã desta quinta-feira para que a agressão possa ser comprovada.

“Eu tava brincando com a minha colega e um menino me deu um empurrão e eu fui descontar. A diretora me pegou pelo braço forte e me levou para a diretoria e me deu um tapa e ficou vermelho”, contou a criança.

aparecida-santos-e-giovanna-1

A mãe da aluna, Aparecida Santos, se disse decepcionada com o ocorrido.

“Teria que pegar os dois alunos, ela e o menino que brigou com ela, e colocar na secretaria, deixar de castigo e chamar os pais para conversar com educação. Não é chegar e meter o tapa nos filhos dos outros. Nem a gente que é mãe hoje em dia não pode bater nos filhos da gente”, disse.

Conforme o delegado Samuel Martins, a diretora, no entanto, afirmou que queria apenas separar uma briga entre os alunos e evitar que a aluna jogasse uma pedra no colega.

“Ela negou que tenha agredido a estudante e contou que apenas foi tentar evitar que a aluna batesse em outro. Disse, ainda, que estava apenas tentando acalmar os ânimos”, afirmou o delegado.

Fonte: Reporter Coragem e Vídeo: TV Santa Cruz

Correio alerta: mensagens de Papai Noel no whatsapp são falsas


whatsapp-1

Os Correios esclarecem que as mensagens sobre a campanha Papai Noel que estão circulando no Whatsapp não são verdadeiras.

A data do lançamento nacional da edição deste ano está prevista para o dia 10 de novembro, com local ainda a ser definido, porém algumas unidades da federação possuem datas diferenciadas, tendo em vista particularidades regionais que influenciam na campanha, como calendário de encerramento do ano letivo.

Todas as informações sobre a campanha Papai Noel dos Correios 2016 poderão ser obtidas no blog que entrará no ar na data de lançamento nacional, no endereço http://blog.correios.com.br/papainoeldoscorreios.

#URGENTE: Polícia Civil elucida homicídio de empresário em tempo recorde em Alcobaça.


altaides-da-silva-vitor-1

O homicídio doloso ocorrido na noite da última quarta-feira (19), por volta das 19h30 na Cutia, zona rural de Alcobaça. A vítima o empresário Altaídes da Silva Vitor (51 anos), natural de Botelhos (MG) e que era conhecido como “Ataíde da Fábrica”, por ser proprietário de uma fábrica na cidade de Alcobaça, foi atingido por três disparos de arma de fogo, pistola calibre .9mm.

Com a liberação do local do crime foi iniciado os trabalhos de investigação pela equipe da DT Alcobaça (DTE DRACO), contando com apoio do comando da Polícia Militar de Alcobaça e Prado.

claudio-adao-da-costa-teixeira-e1477079220224

Após diligências foi identificada que o mandante do crime foi o presidiário Rodrigo da Rocha Rodrigues vulgo, “Sasha” atualmente recolhido no CPTF (Conjunto Penal de Teixeira de Freitas), e como autor dos disparos o adolescente com as iniciais M.G.O.N o qual encontra-se foragido.

rodrigo-da-rocha-e1477079248641

Contou ainda com a participação do moto-taxista Claudio Adão da Costa Teixeira (39 anos), vulgo “Adão” e também o comerciário Vinicius Jardim Botelho (19 anos), que identificaram o local onde a vítima morava e transportaram o autor dos disparos para protagonizar o crime

vinicius-jardim-botelho-e1477079280695

Foram presos em flagrante Claudio Adão, Vinicius Jardim e pedido prisão preventiva de Rodrigo da Rocha, o “Sasha”, e em relação ao adolescente foi pedido a internação provisória.


Bell Kojima/Repórter Coragem