Desembargador “filho honorífico de Itamaraju” concorre a vaga de ministro do TST


wasd-1200x545_c

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) divulgou na última quarta-feira (06/12) a relação nominal de desembargadores federais do Trabalho inscritos para concorrer à vaga de ministro da Corte, após a aposentadoria do ministro João Oreste Dalazen, em novembro passado. O desembargador Washington Gutemberg Pires Ribeiro é o único magistrado do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-5) que concorre ao cargo.

No próximo dia 18, o Pleno do TST se reunirá para votar a lista tríplice que será encaminhada à Presidência da República, a quem cabe a indicação do novo ministro. O indicado tem de ser submetido a uma sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal e, se aprovado, seu nome será ainda submetido ao plenário da Casa antes da nomeação.

O desembargador federal do trabalho Washington Ribeiro é natural de Gentio do Ouro, no centro norte da Bahia. É bacharel em Direito pela UCSal – Universidade Católica de Salvador e é pós graduado em Direito Constitucional do Trabalho pela UFBA – Universidade Federal da Bahia. Ele entrou no TRT-5 em 1992, por meio de concurso público, como oficial de Justiça avaliador. Também por concurso, se tornou juiz substituto no mesmo ano, se tornando juiz titular da Justiça do Trabalho de Itamaraju, em 1993, onde atuou por 8 anos e em setembro de 2001 assumiu a titularidade de Candeias. Foi ainda juiz titular da 7ª Vara, 25ª Vara e 36 Vara do Trabalho de Salvador. Em 16 de março de 2015, o juiz Washington Ribeiro tomou posse como desembargador federal do trabalho do TRT/BA, em Salvador, sendo que desde 2006, ele já vinha atuando como juiz especial de diversas turmas do TRT.

Em Itamaraju, onde permaneceu por 8 anos como juiz titular da Vara da Justiça do Trabalho, Washington Ribeiro mantinha uma interlocução direta com a comunidade e com o seu jeito humilde, educado e fino no trato para com as pessoas, conquistou o afeto da população, não somente pelo seu gesto de interlocução permanente, mas principalmente pelo seu envolvimento direto com as causas das entidades filantrópicas da cidade. Em 2011, a Câmara Municipal de Itamaraju concedeu um Título de Cidadão Honorário ao desembargador Washington Ribeiro por tudo que ele contribuiu jurídico e socialmente com a população e pela sua ligação mantida com o município. (Por Athylla Borborema)