Crise fecha Prefeitura de Belmonte por 5 dias


A queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) em 37% obrigou a Prefeitura de Belmonte a suspender o expediente e fechar as portas por uma semana, até o dia 20. O prefeito Janival Andrade disse que vai buscar reorganizar a Prefeitura.

Nesses dias, ela vai oferecer apenas os serviços de saúde, limpeza pública e emergência. Segundo o prefeito, a queda de arrecadação compromete as finanças e acarreta inúmeras dificuldades, inclusive o pagamento dos servidores municipais.

Por isso, Janival Andrade disse que vai ter que fazer cortes nas despesas e reduzir ainda mais o custeio da máquina pública para que os serviços sejam mantidos. Além de sofrer drástica redução de repasses, Belmonte ainda convive com um déficit.

Acumulado desde o ano passado, ele está em cerca de R$ 5 milhões no Fundeb. O quadro financeiro se agravou com as chuvas, que causaram danos às estradas e à infraestrutura da cidade, obrigando a prefeitura a arcar com os gastos em manutenção e reparos.

Por meio da assessoria, o Fundeb, informou que os valores repassados aos municípios variam de acordo com a arrecadação das receitas do programa, e que só no primeiro semestre desse ano, foram repassados para Belmonte mais de R$ 9 milhões.