Acusado de homicídio no ES é preso pela PM no Centro de Teixeira por força de mandado de prisão


Teixeira de Freitas: Policiais Militares da 87ª CIPM aborda um homem na área Central da cidade de Teixeira de Freitas, no início da noite desta segunda-feira, 15 de julho, sendo o suspeito identificado como, Luidson de Oliveira Dias, que ao consultar no Sistema Integrado das Forças Policiais, foi encontrado um mandado de prisão em aberto, da Comarca da 3ª Vara Criminal de Serra/ES. O mandado é por acusação de homicídio qualificado, crime ocorrido no ano de 2010.

O Luidson teria cometido outro crime de homicídio na cidade de Alcobaça no ano de 2009, contra sua companheira, no qual o mesmo teria sido preso por esse crime no ano de 2013, e, que teria cumprido pena no Conjuto Penal – CPTF, até fevereiro deste ano, quando foi colocado em liberdade após audiência. O acusado disse na delegacia desconhecer tal inquérito judicial do Estado do Espírito Santo, porém, seus dados pessoais foram confirmados no mandado.

Após a lavratura da prisão pela delegada plantonista, Maria Luíza Ribeiro, ele foi encaminhado par a carceragem da 8ª COORPIN. A Polícia Civil comunicará a prisão do Luidson à Comarca de origem.

Polícia Civil prende homem após furtar residência: Dinheiro e objetos são recuperados


Nova Viçosa: Por volta das 09h00 horas da manhã, desta segunda-feira, 15 de julho, policiais civis da Delegacia Territorial de Nova Viçosa foram informados de que uma residência havia sido alvo de arrombamento e que criminosos subtrairam diversos aparelhos eletrônicos. A equipe da Polícia Civil de Nova Viçosa, liderada pelo delegado titular, Marco Antônio Neves, iniciou investigações e conseguiu através de informações, as características do suspeito.

Segundo informações, este suspeito teria sido visto nas imediações da casa da vítima. Os policiais, então, identificaram o suspeito e levantaram o endereço, onde ele poderia estar residindo, e foram até o local. O suspeito foi identificado como sendo, João Carlos Flora dos Santos, 22 anos. Após conversa com o suspeito, ele confessou a autoria do furto, e entregou parte dos objetos que estava no interior da residência, e levou os policiais até um terreno baldio.

Neste terreno o acusado escondeu um notebook, colocando-o dentro de uma sacola plástica, cavou um buraco e o enterrou. Os policiais recuperaram todos os objetos subtraídos, inclusive R$ 96,60 de R$ 550,00 que foi subtraído da residência. O acusado João Carlos foi flagranteado e será encaminhado ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas.

Vídeos mostram prefeito de Uruburetama abusando sexualmente de pacientes durante consultas


Os vídeos eram filmados em três locais diferentes onde José Hilson de Paiva realizava consultas ginecológicas. Em Uruburetama, ele gravou pacientes no consultório particular anexo à casa dele e em quartos da própria residência. Em Cruz, onde atuou como médico de 2007 a 2013, gravou mulheres sendo atendidas no Centro de Saúde Dr Edjanir Garcia da Silva.

Sistema Verdes Mares teve acesso a 63 vídeos, feitos pelo próprio prefeito, de 23 mulheres. Desses, 46 mostram condutas médicas irregulares e abusos sexuais cometidos contra as pacientes. Cerca de 17 mulheres diferentes foram identificadas como vítimas do ginecologista, sendo 12 em Cruz e cinco em Uruburetama. O assunto teve repercussão nacional e foi tema de matéria especial do Fantástico neste domingo (13).

Nas gravações, que não serão publicadas pelo forte conteúdo explícito, é possível ver que o médico pede à maioria das pacientes para ficarem completamente nuas na consulta. A câmera sempre é posicionada de forma a deixar as mulheres o mais expostas possível, sem que elas percebam.

O suposto atendimento é semelhante na maior parte dos casos. Nos vídeos, José Hilson diagnostica as mulheres com secreções, inflamações, sangramentos e útero invertido. Como tratamento, ele realiza aplicações de gel em locais como vagina e ânus.

‘Testar a sensibilidade’

Em uma das filmagens, o médico introduz o dedo com gel na vagina da paciente enquanto faz movimentos sensuais com as mãos. Pede à mulher para fazer movimentos também e alega que, para tratá-la, precisa “testar a sensibilidade” dela. Ao virar a paciente de costas, abre a calça e encosta o órgão genital sem que ela perceba.

“Faça você mesmo, sacudindo bem”, pede à paciente, que fica claramente incomodada com a situação. Quando ela tenta se virar pra ver os detalhes do suposto tratamento, ele a manda ficar quieta. “Pode ficar bem retinha, senão atrapalha”, diz José Hilson.

Em outros casos, ele chega a colocar a boca no seio da paciente para sugá-lo com a desculpa de estar procurando por secreções. E também pede a outras para fazer sexo oral nele como parte do tratamento. “Vamos tentar fazer oral?”, pergunta em um dos vídeos. A paciente não entende e pergunta o porquê. “Só pra ‘mim’ ver a sensibilidade”, responde José Hilson.

Vítimas 

Além das evidências de crime contra pelo menos 17 mulheres através dos vídeos, a reportagem ouviu sete pacientes em Uruburetama e Cruz que confirmam os abusos sofridos e teve acesso a cinco boletins de ocorrência que trazem novas vítimas de José Hilson.

Muitas percebiam que os procedimentos eram estranhos mas, por vergonha e falta de informação, não questionavam. “Eu lembro que eu ‘tava’ fazendo esse exame de Papanicolau de frente e ele disse assim, ‘agora se vire’, aí ele introduziu algo na minha vagina. Ficar de costas, de barriga pra baixo, nunca se fez exame assim.  Ele invadiu completamente a minha privacidade, a alma, tudo”, afirma uma das mulheres atendidas e filmadas por José Hilson. A reportagem vai preservar a identidade das vítimas.

Na gravação feita com a vítima, é possível perceber que, assim como faz com outras dezenas de mulheres atendidas, o médico aproveita que a paciente está de costas e esfrega o órgão sexual nela, além de insistir em movimentos sensuais com o dedo.

Ela conta que, na hora, se sentiu incomodada, mas não percebeu a gravidade do abuso. “Você não vai preparada pra lidar com uma situação dessa. A ficha vai caindo durante a semana, durante os meses, aí quando chego no outro ginecologista ele vai esclarecer. ‘Tava’ tudo errado”, denuncia.

Algumas mulheres só perceberam que tinham sido abusadas após assistir aos vídeos. “Ele mexia muito lá, né? Ele colocava as luvas, eu achava que ele colocava o dedo demais lá”, contou outra vítima se referindo ao contato manual excessivo do médico na região genital.

Mas, até então, ela não sabia que aquele não era um procedimento regular. “Ele disse que ‘tava’ fazendo exame, ‘tava’ olhando. Só que ele ‘tava’ com imoralidade”, constata. “Não sabia (da filmagem), se eu soubesse eu fazia um escândalo”, afirma a mulher.

“Quando eu tive acesso ao vídeo, aí eu vi ele de trás de mim, vi que não era normal. Mas, na hora, não tinha como eu perceber que ele ‘tava’ muito perto de mim, eu só sentia a mão dele”, explica outra vítima. Emocionada, ela comenta “só queria que ele pagasse, que ele não fizesse mais o que ele fez”.

Influência  

Muitas mulheres, mesmo notando algo errado, preferiram não denunciar por medo de represálias. José Hilson tem grande força política. Já foi vice-prefeito de Uruburetama em 2012. A esposa dele, Maria das Graças de Paiva, também foi prefeita por dois mandatos, eleita em 1996 e 2000. Além disso, ele é considerado um médico de referência na região.

“Eu queria gritar, dizer pra todo mundo. Mas, ao mesmo tempo, era a minha voz. Só a minha voz no meio de muitas. Como seriam as provas que eu teria? Minha palavra contra um médico bem reconhecido e querido?”, questiona uma das vítimas, moradora de Cruz.

Outra paciente afirma que numa “cidade pequena, o médico é exaltado, é colocado lá em cima. As mulheres nenhuma têm coragem porque são pessoas humildes, pessoas que não têm vez, nem voz”. A maior parte das vítimas do médico são agricultoras, donas de casa e operárias.

No ano passado, quando alguns vídeos de José Hilson mantendo relações sexuais com uma paciente em uma unidade pública de saúde de Uruburetama vieram a público, cinco vítimas tiveram coragem de se manifestar e tentaram processar o médico por estupro. Como a maioria dos casos eram antigos, alguns de 1986, prescreveram, e apenas um se transformou em processo real que ainda está em investigação na Delegacia de Uruburetama.

Como os vídeos de 2018 mostravam relações que pareciam consentidas, o escândalo não resultou em nenhuma sanção prática contra o prefeito, que nem chegou a ser investigado pela Câmara de Vereadores de Uruburetama. Por outro lado, José Hilson entrou na Justiça contra as pacientes por calúnia. “De vítima eu passei pra réu”, conta uma das mulheres que, até agora, responde pelas denúncias que fez.

O depoimento mais recente que a reportagem apurou de abuso é de dezembro do ano passado e que deixa claro um rastro de 33 anos de impunidade. A paciente conta que foi procurar o médico porque estava com dor na coluna, já que ele também é clínico. Ele a atendeu no consultório particular, vizinho a casa dele, e aproveitou para oferecer a ela um exame ginecológico. Durante a consulta, “ele me pediu pra fazer (sexo) oral e eu neguei”.

Ela só contou o abuso ao marido, de quem recebeu apoio. “Não tenho como conversar com minha família sobre isso. Não tenho nem coragem. Tenho medo do pessoal não acreditar. E ficar me julgando”, explica a mulher. José Hilson permanece realizando atendimentos no consultório particular de Uruburetama até hoje.

Jogada da oposição

O prefeito José Hilson foi abordado quando saia da prefeitura na última quinta-feira (11) por nossas equipes de reportagem. Ele chegou a afirmar que tudo não passava de artimanha política. “Jogada da oposição querendo me derrubar”.

Também chegou a confirmar que mantinha relações sexuais com pacientes. “Eu nunca fiz nada forçado, foram consentidas”.  Mas complementou que não aconteceram “no consultório, não”. Além disso, explicou que só foram com “umas três pessoas”.

Quando questionado sobre o grande número de vídeos e relatos de abusos gravados durante os atendimentos, passou a dizer que só falaria após conversar com o advogado. “Deixa eu ver o advogado que eu vou me defender na frente de vocês, pode vir que eu me defendo, vou dizer o que foi que houve, o que tá acontecendo”.

O advogado Kaio Castro enviou nota explicando que “a defesa teve conhecimento dos vídeos apenas por ouvir dizer”. Castro disse, ainda, que só vai se manifestar de forma concreta sobre o caso quando tiver “acesso às mídias”.

Segredo de justiça 

O Ministério Público do Estado confirma que está investigando o caso e que teve acesso aos novos vídeos dos abusos sexuais mas não vai se pronunciar porque o processo segue em segredo de justiça.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará (Cremec) também foi procurado pela reportagem e, em nota, afirmou que não vai “comentar processos envolvendo profissionais porque tramitam em sigilo, por força da ética”. No site do Conselho Federal de Medicina, o registro do médico aparece com “situação regular”.

Localizada roça com mais de 500 pés de maconha na Bahia


Uma roça com mais de 500 pés de maconha foi encontrada em uma região de mata fechada, na localidade de Duas Pontes, zona rural da cidade de Jaguaquara, interior da Bahia. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), na ação, que ocorreu na última terça-feira, DIA 9, também foram apreendidas duas embalagens da erva já coletada e uma quantidade pronta para comercialização.

Conforme o órgão, uma denúncia anônima revelou o local da plantação. Lá, os policiais surpreenderam, Moisés Santana da Silva, 46 anos, e Detorontas Santana da Silva, 47, suspeitos de cuidar da plantação.

Além do plantio com mais de 500 mudas, duas embalagens grandes da erva colhida, sacos com 30 quilos da droga seca e uma espingarda artesanal com munição também foram encontrados.

Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia Territorial de Jaguaquara e devem seguir para o presídio de Jequié.

Homem é preso acusado de estuprar criança de 12 anos e posse irregular de arma de fogo em Nova Viçosa


Nova Viçosa: A Polícia Civil de Nova Viçosa, ao tomar conhecimento através do Conselho Tutelar, de que uma criança de doze anos estava sendo molestada por um homem de aproximadamente 35 anos, e que o fato estava ocorrendo na localidade, denominada Rio do Sul, pertencente ao Município de Nova Viçosa, a equipe de Policiais Civis deslocou-se para o local, sob o comando do delegado Marco Antônio Neves, e conseguiu efetuar a prisão de Marcos Silveira, de 35 anos.

Ao questionar se ele possuía arma de fogo na residência, o Marcos indicou o local onde foi encontrada uma espingarda municiada, a qual foi apreendida. O Marcos foi flagranteado por crime previsto no art. 12 da Lei Federal 11.826/2003, neste caso foi arbitrada fiança, a qual não foi paga. EM continuidade às investigações, foi constatado que durante a noite o Marcos havia mantido relações sexuais com a criança de 12 anos, alegando que ela era sua namorada e tinha o consentimento da genitora para namorar a criança.

Segundo o delegado, por conta desse ato, ele foi também flagranteado por crime de estupro de vulnerável, como incurso nas sanções do ART.  217-A do CPB. A Polícia Civil de Nova Viçosa prossegue com as investigações por suspeita de conivência da mãe da criança em permitir que a menina estivesse namorando, e ainda permitido que o acusado dormisse no quarto com a sua filha de doze anos.

Criminoso morre em troca de tiros com o PETO após invadir residência em Itamaraju


Itamaraju: Policiais da 43ª CIPM de Itamaraju foram acionados pelo CICOM/190, no final da tarde deste domingo, dia 07 de julho, informando que populares teriam denunciado que dois suspeitos teriam invadido uma residência, localizada na Rua Ribeirão do Ouro, no Bairro Martinho, e que estariam armados. Foi deslocado uma guarnição do PETO para atender a ocorrência, e ao chegarem no endereço, os suspeitos saíram pulando os muros das residências vizinhas.

Os PMs deram início a uma perseguição até a Avenida Araguaia, no mesmo Bairro, quando um dos suspeitos, que foi identificado como Gabriel Rocha da Silva, vulgo “Sulinha”, de 23 anos, que estava armado, atirou contra os policiais, que revidaram à injusta agressão, vindo atingir o suspeito, que foi socorrido posteriormente para o Hospital Municipal de Itamaraju- HMI. Mas, logo após dar entrada na unidade hospitalar, ele não resistiu ao ferimento e veio a óbito.

O auto de resistência policial foi registrado na Delegacia de Itamaraju, para delegada plantonista regional, Viviane Scofied, onde foi apresentado pelos militares a arma que o suspeito estava, sendo um revólver, de marca Taurus, calibre .38, que estava com três cartuchos deflagrados, e três intactos, além de 20 buchas de maconha que estavam no bolso do suspeito, e uma carteira e identidade que estava com a foto do suspeito sobreposta da original, em nome de Wallas Rocha de Oliveira.

A delegada lavrou a ocorrência, e solicitou a remoção do corpo para o IML, onde passará por necropsia nesta segunda-feira (08), sendo liberado, posteriormente, para os familiares. O suspeito, Gabriel (Sulinha) estava com o seu nome em uma lista que está circulando na cidade de Itamaraju, denominada “Lista dos Finados”. Esta lista está sendo investigada pela Polícia Civil, com o objetivo de identificar a sua origem e autoria.

Polícia Civil de Itamaraju realiza Operação Saturação: Duas pessoas são conduzidas e moto recuperada


Itamaraju: Na noite desta sexta-feira, 05 de junho, duas equipes da Polícia Civil de Itamaraju, lideradas pela delegada Rosângela Sousa, realizaram mais uma etapa da Operação Saturação nos bairros do Centro, Várzea Alegre e São Bernardo. Foram realizadas 19 (dezenove) abordagens, sendo conduzidos 02 (duas) pessoas, Alvino da Conceição Santos Filho e um adolescente.

Foi apreendida 01 (uma) motocicleta Honda CG 125 Titan, cor preta, placa DAC 6185, licenciada em Diadema/SP, apresentando sinais  de adulteração de chassi, que estava na posse de Alvino da Conceição Santos Filho. O adolescente foi conduzido pelo fato de ter ameaçado 02 (duas) adolescentes na Praça Castelo Branco, no Centro, conforme registro na delegacia.

Por: Liberdadenews/Ascom

Ladrão barbeiro furta motocicleta, sofre acidente e acaba preso por policiais da 88ª CIPM de Alcobaça


Alcobaça: Ladrão barbeiro furta motocicleta, sai em alta velocidade, e ao passar por um quebra-mola, perde o controle da motocicleta e cai, vindo a machucar as mãos, braços, cotovelos, joelho e o pé direito, que ralou no asfalto. O fato acorreu na cidade de Alcobaça, nesta sexta-feira, 05 de julho. O acusado, Ricardo Teixeira Silva, de 29 anos, furtou uma motocicleta modelo Yamaha/Crypton, de cor preta, placa JQJ 2802, no interior de uma residência situada na Avenida 7 de setembro, na área Central da cidade.

Segundo o Ricardo, após furtar a motocicleta, ele saiu para dar uma curtida, por não ter muita prática em pilotar, e acabou acelerando demais. Ao passar pelo quebra-molas, perdeu o controle da motocicleta, vindo a cair, e como ele machucou muito, não conseguiu colocar a motocicleta para pegar, então, ele a jogou dentro de um terreno baldio, às margens da Avenida, momento que populares acionaram a Policia Militar através do CICOM/190.

Foi deslocada uma guarnição do 1º Pelotão da 88ª CIPM, para averiguar as informações, e confirmaram que a motocicleta seria a mesma que havia sido furtada. Os PMs, de posse das características do condutor, saíram em diligência, e encontraram o mesmo, todo machucado. Ao ser abordado, acabou assumindo o furto, sendo ele conduzido para unidade hospitalar da cidade, onde recebeu atendimento médico.

Após alta médica, ele foi apresentado na Delegacia de Polícia, para o delegado titular, Maderson Souza, que flagranteou o Ricardo por furto qualificado, sendo ele conduzido para a carceragem da 8ª COORPIN em Teixeira de Freitas, onde se encontra à disposição da Justiça.

Ex-vereador é preso após prometer vantagens em marcações de exames e cirurgias em troca de dinheiro


Um ex-vereador da cidade de Itabuna, no sul da Bahia, foi preso em flagrante por prometer vantagens em marcações de exames, consultas e cirurgias em troca de dinheiro. O caso aconteceu na manhã de terça-feira (2). É a segunda vez que ele Clóvis Loiola vai preso, sendo que a primeira foi por improbidade administrativa.

De acordo com a Polícia Militar em Itabuna, Clóvis foi preso no Hospital Costa do Cacau, onde ele abordava as vítimas, após a denúncia de um paciente. A PM explicou que ele prometia ser intermediário entre pacientes e os procedimentos que as pessoas queriam fazer, prometendo adiantar o processo dessas pessoas em troca de dinheiro.

A polícia chegou até Clóvis a partir da denúncia de uma das vítimas. A pessoa contou aos policiais que foi abordada pelo ex-vereador, que prometeu conseguir o adiantamento de uma cirurgia pelo valor de R$ 1 mil.

Ela chegou a pagar R$ 500, metade do dinheiro pedido, e o pagamento da outra parte seria feito na manhã de terça. A vítima disse à polícia, no entanto, que resolveu denunciar após perceber que estava sendo enganada.

Depois de procurar a PM, os militares foram até o hospital e prenderam o ex-vereador em flagrante. Clóvis Loiola foi levado para a Delegacia de Furtos e Roubos e pode passar por audiência de custódia nesta quarta-feira (3). A Polícia Civil informou que há um mandado de prisão em aberto contra ele, mas não disse por qual crime.

Ainda conforme a polícia, Clóvis já havia sido condenado pela Justiça Federal na gestão dele como presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, entre os anos de 2009 e 2010. Ele havia sido preso por improbidade administrativa.

Fonte: G1

Adolescente troca tiros com a PM do Prado e é socorrido em estado grave ao HMTF


Prado: Militares da ROTAM do 3º Pelotão da 88ª CIPM, lotados na cidade do Prado, receberam uma denúncia nesta quarta-feira, 03 de julho, que um suspeito estaria com uma arma de fogo em punho, no Bairro São Sebastião, sendo solicitado apoio aos colegas da guarnição de Patrulhamento. Chegando ao local, o suspeito, após avistar as guarnições, saiu pulando os muros das residências, quando os PMs fizeram um cerco no quarterão, vasculhando os quintais dos imóveis, momento que deparou com o suspeito, que atirou contra os militares.

A guarnição respondeu à injusta agressão, vindo atingir o suspeito, que ainda conseguiu pular o muro de outra residência. O suspeito caiu na calçada em via pública, com a arma em punho, sendo contido pelos policiais que faziam o acompanhamento. Assim que os militares perceberam que o suspeito estava ferido, foi realizado o socorro para a UPA do Prado, onde ele recebeu os primeiros cuidados médicos, sendo transferido posteriormente para o HMTF, em Teixeira de Freitas, onde logo após dar entrada, foi direto para o Centro Cirúrgico, devido à gravidade dos ferimentos.

As informações dão conta que o acusado é menor de 17 anos, e que pesar da pouca idade, já teria várias passagens na polícia, por tráfico, roubo e furto na cidade do Prado. O adolescente estava em posse de uma arma de fogo tipo revólver, de marca Taurus, calibre .32, que estava carregado com 04 cartuchos intactos, e 02 deflagrados, que segundo os policiais, teria sido os dois tiros disparados contra a guarnição. Além da arma de fogo, foi encontrado com ele 09 pinos de cocaína e duas buchas de maconha.

O auto de resistência foi registrado na Delegacia de Territorial do Prado, junto ao delegado substituto, Maderson Souza, que lavrou a ocorrência policial, e que após as oitivas dos militares, lavrou o Ato Infracional do acusado por tentativa de homicídio contra os PMs, resistência à ação policial, porte de arma de fogo, com agravante de numeração suprimida, e por tráfico de drogas.

Nossa equipe esteve na Unidade Hospitalar e foi informado que o adolescente já tinha passado por procedimento cirúrgico, mas, o seu estado de saúde ainda é grave.