PF apreende R$ 30 mil em mercadorias desviadas por funcionário dos Correios


Nesta semana, os Correios iniciaram uma campanha para explicar ao público os motivos de as encomendas internacionais demorarem a chegar. Uma coisa que a estatal não explicou é que existe uma possibilidade real de seus próprios funcionários desviarem os pacotes, como foi descoberto na região da Grande Florianópolis, em Santa Catarina.

O caso foi revelado nesta semana pela Polícia Federal, que executou um mando de busca e apreendeu aproximadamente R$ 30 mil em mercadorias desviadas na casa deste funcionário dos Correios, que não foi identificado. A casa é localizada na cidade de Palhoça, mas a PF também não revelou em qual agência ele trabalha.

O funcionário dos Correios estaria desviando os produtos para vendas em sites e aplicativos de comércio eletrônico, que também não foram identificados. Alguns dos pacotes ainda estavam na caixa original lacrada, contando até mesmo com nota fiscal dos destinatários.

Apesar disso, o rapaz não foi preso, porque a situação não foi considerada um flagrante, já que o desvio de produtos havia acontecido em um momento anterior. Ele será indiciado pelo crime de peculato, com pena máxima de até 12 anos de prisão. Ele também deve perder o cargo público que ocupa em caso de condenação.

Segundo a Polícia Federal, as suspeitas de que estava havendo algum tipo de desvio de produtos em agências dos Correios vieram após uma série de depoimentos de compradores que nunca receberam suas compras.

C

Mãe é suspeita de amputar pé do filho de três anos para receber pensão do governo


Uma criança de três anos teve um pé decepado provavelmente por um machado, no povoado de Juazeiro, zona rural do município de Tabocas do Brejo Velho. O fato teria ocorrido no último final de semana.

O repórter Naldo Vilares conversou com um preposto do Conselho Tutelar da cidade que acompanha o caso. Foi o Conselho Tutelar de Barreiras que informou os conselheiros de Tabocas que foram até a residência da familia.

No local a equipe identificou diversas marcas de sangue no interior da casa e também no quintal. Ao indagar a avó materna da criança sobre o que teria ocorrido, a mesma forneceu informações confusas aos conselheiros. A mulher contou que a mãe do menino havia dito que o garoto teria caído da cama, no entanto, no quarto apontado pela avó, não havia marca de sangue.

Ainda segundo o Conselho Tutelar, a avó da criança tentou dificultar o trabalho da equipe, sem querer permitir que os conselheiros vistoriassem um depósito na casa, onde estavam guardadas algumas ferramentas.

Mas, o avô materno do garoto, gentilmente, orientou os agentes e permitiu a entrada dos mesmos no depósito, onde foi possível identificar um machado com várias marcas de sangue, tanto no cabo, quanto na própria ferramenta. Os conselheiros encontraram ainda no quintal da casa, um pedaço de pano, que teria sido utilizado para limpar o sangue do machado.

A criança, foi encaminhada para o Hospital do Oeste, em Barreiras, onde passou por um cirurgia, não sendo possível o implante do pé do mesmo. Ainda de acordo com informações do Conselho Tutelar, a criança já foi liberada e está sob os cuidados dos conselheiros de Barreiras e Tabocas em um abrigo em Barreiras.

De acordo com informações levantadas pela equipe do Blog do Sigi Vilares, junto a moradores da cidade, a principal suspeita de ter cometido essa barbárie com a criança teria sido a própria mãe e a sua principal motivação seria o desejo de aposentar o menino e assim viver do benefício social da Previdência Social. Uma vez, que a mãe da criança sempre dizia ter desejo de ter um filho especial para viver do benefício.

O caso foi registrado na polícia civil de Tabocas do Brejo Velho e na próxima segunda-feira, 21, a mãe da criança e os conselheiros de Tabocas do Brejo Velho e Barreiras participarão de uma audiência, para esclarecer melhor os fatos.

Teixeira de Freitas tem 70% dos casos de chikungunya na Bahia e situação é considerara uma epidemia


O município de Teixeira de Freitas passa por uma epidemia de chikungunya. A doença, uma das arboviroses transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, já conta com 1.027 casos notificados e 546 confirmados, desde a primeira semana de janeiro deste ano até o último dia 4, segundo a Vigilância Epidemiológica do município.

De acordo com a coordenadora da Vigilância, Rosidalva Barreto, a situação na cidade já pode ser considerada epidemia. “A gente tem uma população que nunca tinha tido a doença, tem a presença do vetor e o vírus circulando aqui. O primeiro caso confirmado foi em 2014, mas só tivemos um. Em 2015, não teve nenhum, mas em 2016 teve 213 notificados. Em 2017 foi um movimento não só de Teixeira, mas da Bahia toda”, diz, referindo-se aos casos do ano passado.

Em 2017, só nos quatro primeiros meses do ano, foram 1.813 casos. Até o fim do ano, o número chegou a 2.113, sendo que 1.630 foram confirmados.

Ainda conforme a coordenadora, 90% dos criadouros do mosquito na cidade estão dentro das casas. Segundo Rosidalva, as pessoas dizem que precisam acumular água devido à possibilidade de falta.

“Mas, a gente percebe que há muito descuido. Muitos dizem que os terrenos privados são de responsabilidade da prefeitura limpar, mas não é. A responsabilidade é dos proprietários”, reforça.

Ela afirma, ainda, que a Vigilância tem feito trabalhos de educação nas escolas e comunidades, além da ação direta para eliminação de focos. Os agentes visitam as casas e também fazem o bloqueio com bomba costal.

Ao CORREIO, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) informou que tem dados parciais referentes à situação em Teixeira de Freitas – de 1.007 casos notificados.

Em toda a Bahia, este ano, foram 1.442. Dessa forma, significa dizer que somente Teixeira de Freitas é responsável por cerca de 70% dos casos de chikungunya do estado. Em Salvador, foram já 29 este ano, contra 126 no ano passado.

secretaria destacou, contudo, que houve uma redução de 47,4% em relação ao mesmo período do ano passado, no caso de Teixeira de Freitas. Em todo o ano de 2017, a Bahia teve 7.346 casos notificados de chikungunya.

Zika

Já a cidade de Pé de Serra, no Nordeste do estado, chama atenção pelo número de casos de zika. Só este ano, foram 298 casos notificados, segundo a Sesab. No ano passado, foram quatro casos.  A Sesab afirma, contudo, que boa parte dos municípios não informava os dados – assim, em anos anteriores existiu uma “grande subnotificação”.

Ainda de acordo com a Sesab, as ações de prevenção são realizadas pelos municípios, contando com o apoio dos Núcleos Regionais de Saúde.

“As orientações são as mesmas utilizadas para o combate ao mosquito Aedes aegypti: combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros”, dizem.

Sem vagas em salas, crianças assistem aulas do lado de fora de escola em Mucuri


Mucuri: Por falta de vagas nas salas, estudantes de uma escola municipal de Mucuri, no extremo sul da Bahia, estão tendo que assistir aulas do lado de foram da instituição de ensino. O caso ocorre no Assentamento Jequitibá, na zona rural do município.

Os estudantes foram colocados embaixo de uma estrutura que só conta com telhado. No local, não há quadro, e os alunos ficam sentados em cadeiras velhas. Além disso, os banheiros não têm portas e estão em péssimas condições.

A escola, que fica ao lado do espaço improvisado, conta com 37 crianças matriculadas, mas não tem condições de abrigar todos durante as aulas. Os alunos que ficam do lado de fora são do 4º e 5º ano do ensino fundamental.

A secretária de Educação do município informou que assumiu a pasta em novembro de 2017 e que os problemas já existiam. Disse, ainda, que foi realizada uma licitação para uma reforma, mas a empresa vencedora teve problemas de documentação. A prefeitura ainda não tem um prazo definido para quando as obras de reforma devem ser iniciadas.

Fonte: G1

Dois jovens são assassinados e têm seus corpos queimados no interior de Nova Viçosa


Nova Viçosa: No fim da noite da última segunda-feira, 07 de maio, 02 corpos do sexo masculino foram encontrados queimados. A principal suspeita é que as vítimas tenham sido executadas e logo após incendiadas no local. Os corpos foram encontrados próximo à Costa do Atlântico, cerca de 05 km sentido à Cândido Mariano, povoado de 87. Suspeita-se que os corpos sejam dos 02 jovens que estavam desaparecidos desde o último sábado.

A Polícia Militar foi informada do caso e informou a Polícia Civil, que autorizou remoção dos corpos para o IML de Teixeira de Freitas. Segundo informações do delegado Marco Antônio Neves, as vítimas, foram assassinadas a pouco mais de 24 horas, e pede para as pessoas que tenham parentes desaparecidos, procurar a polícia para fazer o reconhecimento.

Ainda segundo o delegado, uma das vítimas está usando um relógio na cor dourada. O delegado titular de Nova Viçosa instaurou inquérito policial para investigar o duplo homicídio.

Por: Rafael Vedra/LiberdadeNews

ENEM 2018 já tem cerca de 1,4 milhão de inscritos


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) registrou, até esta terça-feira (8), cerca de 1, 4 milhão de inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O sistema de inscrição foi aberto às 10h de segunda-feira (7) e ficará disponível até as 23h59min do dia 18 de maio.

O pagamento da Guia de Recolhimento da União (GRU), no valor de R$ 82,00, pode ser feito até 23 de maio. Ao todo, 3.361.468 pessoas já estão beneficiadas com a gratuidade, por se enquadrarem em um dos quatro perfis que davam direito à isenção, mas mesmo assim precisam se inscrever. As provas do Enem deste ano serão aplicadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro.

STF torna Geddel, irmão e mãe réus em caso dos R$ 51 milhões


A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira, 8, por unanimidade, pelo recebimento da denúncia por lavagem de dinheiro e associação criminosa contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima; seu irmão, o deputado Lúcio Vieira Lima (MDB-BA); e a matriarca da família, Marluce Vieira Lima, de 84 anos.

O caso está relacionado aos R$ 51 milhões em espécie encontrados no apartamento de um amigo de Geddel em Salvador. Ele foi preso preventivamente em 8 setembro do ano passado, três dias após o dinheiro ser encontrado. Posteriormente, um fragmento de impressão digital encontrado no material apreendido foi apontado pela Polícia Federal como sendo do ex-ministro.

Fachin afirmou haver “elementos suficientes” para justificar a abertura de ação penal, com base em depoimentos, provas documentais e periciais. Em breves votos, os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello acompanharam o relator.

O relator descreveu crimes de corrupção e peculato que são investigados em outros inquéritos como suficientes para indicar a origem do dinheiro e a existência de associação criminosa no seio da família Vieira Lima. O processo agora passará para uma nova etapa de apuração, com prováveis novas diligências e coleta de depoimentos.

Também por unanimidade, os ministros decidiram arquivar as acusações conta Gustavo do Couto Ferraz, um antigo aliado de Geddel cujas digitais foram encontradas no dinheiro apreendido. Fachin disse ter ficado claro, pelas investigações da Polícia Federal, que Ferraz apenas transportou parte da quantia, o que não seria ilegal, e não teve participação em crimes ligados ao dinheiro.

Foram tornados réus ainda Job Brandão, ex-assessor parlamentar de Lúcio Vieira Lima; e o empresário Luiz Fernando Machado, administrador da empresa Cosbat, que teria sido usada pela família Vieira Lima para lavar dinheiro. (Informações: A Tarde)

Presídios de Feira, Teixeira e Itabuna seguem superlotados, aponta site


Dezessete presídios baianos vivem problemas de superlotação. Além do Lemos de Brito, em Salvador, superlotações foram encontradas nas unidades em Teixeira de Freitas, no extremo sul; Itabuna, no sul; Feira de Santana, no Portal do Sertão; e Esplanada, no agreste do estado. Conforme reportagem do G1, no Conjunto Penal de Esplanada a capacidade foi extrapolada em 134%. São 739 internos enquanto a capacidade é de 316, com 423 presos excedentes.

Em Itabuna, atualmente estão detidos 1.330 presos, enquanto a capacidade é de 670 presos. O aumento é de 98,5%. Em Feira de Santana, o Conjunto Penal foi interditado parcialmente e no local há 600 presos excedentes. Em Esplanada, a unidade, que pode comportar 112 detentos, foi desativada para reforma há mais de três anos, por conta de uma rebelião de presos. Desde então, segue fechada.

Eunápolis: Criança de 10 meses morre afogada em caixa de gordura


Na manhã desta segunda-feira, dia 7 de maio, um menino de apenas 10 meses, morreu afogado, em uma caixa de gordura nos fundos de uma residência, na Rua São João, bairro Juca Rosa, em Eunápolis.

A criança morava com a mãe e a avó. De acordo com informações, a avó sentiu falta da criança no interior da casa e começou a procurá-la, quando encontrou a mesma dentro da caixa de gordura de cabeça para baixo, já morta.

Uma equipe do SAMU foi acionada e ao chegar no local, ainda tentou reanimar a criança, mas não obteve êxito. Uma moradora de uma casa próxima disse que a família do bebê estava morando há pouco tempo no local.

Muito abalada a mãe da criança, Raulene Silva, não conseguiu falar sobre o ocorrido. Apenas informou que ainda não havia registrado o filho. (Informações: Via 41)  

Pesquisa aponta que 60,8% de crianças baianas vivem na pobreza


Um balanço aponta que 60,8% das crianças baianas são acometidas pela pobreza. Em termos numéricos, são mais de 2 milhões em relação às 3,4 milhões de menores de 0 a 4 anos que vivem no estado. Conforme o A Tarde, os dados são do estudo Cenário da Infância e Adolescência no Brasil 2018, divulgado pela Fundação Abrinq. O nível de pobreza é classificado pela renda per capita [de acordo com a renda dos responsáveis pelos filhos] em até meio salário mínimo.

O levantamento tomou como base a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do IBGE em 2015. Naquele ano, o salário mínimo era de R$ 788, e mais da metade das crianças baianas também estavam em condição de pobreza. Em relação à extrema pobreza, 515,2 mil crianças estão nessa condição na Bahia. Para configurar estado de extrema pobreza a renda per capita vai até um quarto do salário mínimo.  BN