Vídeos mostram prefeito de Uruburetama abusando sexualmente de pacientes durante consultas


Os vídeos eram filmados em três locais diferentes onde José Hilson de Paiva realizava consultas ginecológicas. Em Uruburetama, ele gravou pacientes no consultório particular anexo à casa dele e em quartos da própria residência. Em Cruz, onde atuou como médico de 2007 a 2013, gravou mulheres sendo atendidas no Centro de Saúde Dr Edjanir Garcia da Silva.

Sistema Verdes Mares teve acesso a 63 vídeos, feitos pelo próprio prefeito, de 23 mulheres. Desses, 46 mostram condutas médicas irregulares e abusos sexuais cometidos contra as pacientes. Cerca de 17 mulheres diferentes foram identificadas como vítimas do ginecologista, sendo 12 em Cruz e cinco em Uruburetama. O assunto teve repercussão nacional e foi tema de matéria especial do Fantástico neste domingo (13).

Nas gravações, que não serão publicadas pelo forte conteúdo explícito, é possível ver que o médico pede à maioria das pacientes para ficarem completamente nuas na consulta. A câmera sempre é posicionada de forma a deixar as mulheres o mais expostas possível, sem que elas percebam.

O suposto atendimento é semelhante na maior parte dos casos. Nos vídeos, José Hilson diagnostica as mulheres com secreções, inflamações, sangramentos e útero invertido. Como tratamento, ele realiza aplicações de gel em locais como vagina e ânus.

‘Testar a sensibilidade’

Em uma das filmagens, o médico introduz o dedo com gel na vagina da paciente enquanto faz movimentos sensuais com as mãos. Pede à mulher para fazer movimentos também e alega que, para tratá-la, precisa “testar a sensibilidade” dela. Ao virar a paciente de costas, abre a calça e encosta o órgão genital sem que ela perceba.

“Faça você mesmo, sacudindo bem”, pede à paciente, que fica claramente incomodada com a situação. Quando ela tenta se virar pra ver os detalhes do suposto tratamento, ele a manda ficar quieta. “Pode ficar bem retinha, senão atrapalha”, diz José Hilson.

Em outros casos, ele chega a colocar a boca no seio da paciente para sugá-lo com a desculpa de estar procurando por secreções. E também pede a outras para fazer sexo oral nele como parte do tratamento. “Vamos tentar fazer oral?”, pergunta em um dos vídeos. A paciente não entende e pergunta o porquê. “Só pra ‘mim’ ver a sensibilidade”, responde José Hilson.

Vítimas 

Além das evidências de crime contra pelo menos 17 mulheres através dos vídeos, a reportagem ouviu sete pacientes em Uruburetama e Cruz que confirmam os abusos sofridos e teve acesso a cinco boletins de ocorrência que trazem novas vítimas de José Hilson.

Muitas percebiam que os procedimentos eram estranhos mas, por vergonha e falta de informação, não questionavam. “Eu lembro que eu ‘tava’ fazendo esse exame de Papanicolau de frente e ele disse assim, ‘agora se vire’, aí ele introduziu algo na minha vagina. Ficar de costas, de barriga pra baixo, nunca se fez exame assim.  Ele invadiu completamente a minha privacidade, a alma, tudo”, afirma uma das mulheres atendidas e filmadas por José Hilson. A reportagem vai preservar a identidade das vítimas.

Na gravação feita com a vítima, é possível perceber que, assim como faz com outras dezenas de mulheres atendidas, o médico aproveita que a paciente está de costas e esfrega o órgão sexual nela, além de insistir em movimentos sensuais com o dedo.

Ela conta que, na hora, se sentiu incomodada, mas não percebeu a gravidade do abuso. “Você não vai preparada pra lidar com uma situação dessa. A ficha vai caindo durante a semana, durante os meses, aí quando chego no outro ginecologista ele vai esclarecer. ‘Tava’ tudo errado”, denuncia.

Algumas mulheres só perceberam que tinham sido abusadas após assistir aos vídeos. “Ele mexia muito lá, né? Ele colocava as luvas, eu achava que ele colocava o dedo demais lá”, contou outra vítima se referindo ao contato manual excessivo do médico na região genital.

Mas, até então, ela não sabia que aquele não era um procedimento regular. “Ele disse que ‘tava’ fazendo exame, ‘tava’ olhando. Só que ele ‘tava’ com imoralidade”, constata. “Não sabia (da filmagem), se eu soubesse eu fazia um escândalo”, afirma a mulher.

“Quando eu tive acesso ao vídeo, aí eu vi ele de trás de mim, vi que não era normal. Mas, na hora, não tinha como eu perceber que ele ‘tava’ muito perto de mim, eu só sentia a mão dele”, explica outra vítima. Emocionada, ela comenta “só queria que ele pagasse, que ele não fizesse mais o que ele fez”.

Influência  

Muitas mulheres, mesmo notando algo errado, preferiram não denunciar por medo de represálias. José Hilson tem grande força política. Já foi vice-prefeito de Uruburetama em 2012. A esposa dele, Maria das Graças de Paiva, também foi prefeita por dois mandatos, eleita em 1996 e 2000. Além disso, ele é considerado um médico de referência na região.

“Eu queria gritar, dizer pra todo mundo. Mas, ao mesmo tempo, era a minha voz. Só a minha voz no meio de muitas. Como seriam as provas que eu teria? Minha palavra contra um médico bem reconhecido e querido?”, questiona uma das vítimas, moradora de Cruz.

Outra paciente afirma que numa “cidade pequena, o médico é exaltado, é colocado lá em cima. As mulheres nenhuma têm coragem porque são pessoas humildes, pessoas que não têm vez, nem voz”. A maior parte das vítimas do médico são agricultoras, donas de casa e operárias.

No ano passado, quando alguns vídeos de José Hilson mantendo relações sexuais com uma paciente em uma unidade pública de saúde de Uruburetama vieram a público, cinco vítimas tiveram coragem de se manifestar e tentaram processar o médico por estupro. Como a maioria dos casos eram antigos, alguns de 1986, prescreveram, e apenas um se transformou em processo real que ainda está em investigação na Delegacia de Uruburetama.

Como os vídeos de 2018 mostravam relações que pareciam consentidas, o escândalo não resultou em nenhuma sanção prática contra o prefeito, que nem chegou a ser investigado pela Câmara de Vereadores de Uruburetama. Por outro lado, José Hilson entrou na Justiça contra as pacientes por calúnia. “De vítima eu passei pra réu”, conta uma das mulheres que, até agora, responde pelas denúncias que fez.

O depoimento mais recente que a reportagem apurou de abuso é de dezembro do ano passado e que deixa claro um rastro de 33 anos de impunidade. A paciente conta que foi procurar o médico porque estava com dor na coluna, já que ele também é clínico. Ele a atendeu no consultório particular, vizinho a casa dele, e aproveitou para oferecer a ela um exame ginecológico. Durante a consulta, “ele me pediu pra fazer (sexo) oral e eu neguei”.

Ela só contou o abuso ao marido, de quem recebeu apoio. “Não tenho como conversar com minha família sobre isso. Não tenho nem coragem. Tenho medo do pessoal não acreditar. E ficar me julgando”, explica a mulher. José Hilson permanece realizando atendimentos no consultório particular de Uruburetama até hoje.

Jogada da oposição

O prefeito José Hilson foi abordado quando saia da prefeitura na última quinta-feira (11) por nossas equipes de reportagem. Ele chegou a afirmar que tudo não passava de artimanha política. “Jogada da oposição querendo me derrubar”.

Também chegou a confirmar que mantinha relações sexuais com pacientes. “Eu nunca fiz nada forçado, foram consentidas”.  Mas complementou que não aconteceram “no consultório, não”. Além disso, explicou que só foram com “umas três pessoas”.

Quando questionado sobre o grande número de vídeos e relatos de abusos gravados durante os atendimentos, passou a dizer que só falaria após conversar com o advogado. “Deixa eu ver o advogado que eu vou me defender na frente de vocês, pode vir que eu me defendo, vou dizer o que foi que houve, o que tá acontecendo”.

O advogado Kaio Castro enviou nota explicando que “a defesa teve conhecimento dos vídeos apenas por ouvir dizer”. Castro disse, ainda, que só vai se manifestar de forma concreta sobre o caso quando tiver “acesso às mídias”.

Segredo de justiça 

O Ministério Público do Estado confirma que está investigando o caso e que teve acesso aos novos vídeos dos abusos sexuais mas não vai se pronunciar porque o processo segue em segredo de justiça.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará (Cremec) também foi procurado pela reportagem e, em nota, afirmou que não vai “comentar processos envolvendo profissionais porque tramitam em sigilo, por força da ética”. No site do Conselho Federal de Medicina, o registro do médico aparece com “situação regular”.

Homem é preso em flagrante tentando filmar partes íntimas de mulher no interior da Bahia


Um homem de 42 anos foi preso em flagrante ao filmar as partes íntimas de uma mulher em uma loja de roupas ,no centro de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia.

Conforme informações da Guarda Civil, Lauro José dos Santos Filho estava gravando a vítima com um celular, por volta das 11h35, do sábado (13), dentro da loja, que fica na Rua Pernambuco.

O suspeito foi flagrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento. Em seguida, os seguranças da loja o abordaram e chamaram a Guarda Civil.

De acordo com a Guarda Civil, Lauro José dos Santos Filho foi encaminhado para o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep), onde está à disposição da Justiça. (Com informações do G1/BA)

“Lei” é assassinado a tiros no Bairro Novo Prado em Itamaraju


Um homem identificado como Vanderlei Almeida, muito conhecido por “Lei” foi morto a tiros durante a noite deste domingo 14 de Julho, em frente a uma escola municipal, no Bairro Novo Prado em Itamaraju.

Segundo informações, o homem caminhava pela via quando foi surpreendido pelos atiradores, Vanderlei foi alvejado principalmente na região da cabeça.

Uma guarnição da Polícia Militar lotada na 43ª CIPM esteve no local preservando a cena do crime. agentes da Polícia Civil do Departamento de Pericia Técnica DPT de Teixeira de Freitas, realizara procedimentos de levantamento cadavérico, acompanhado do servidor público Anderson Barbosa, o corpo será removido para o Instituto Medico Legal IML de Itamaraju.

Cidades mais frias da Bahia chegam a registrar temperaturas abaixo dos 10º C


Altitude é um dos fatores que contribuem para transformar municípios em ‘geladeiras’

O frio é uma condição bastante incomum para quem vive em Salvador, cidade que rarissimamente registra temperatura abaixo dos 20º C. No interior, por outro lado, há algumas cidades que se acostumaram a conviver com temperaturas baixas, que chegam a romper a barreira dos 10º C, para menos.

Entre as exceções estão Vitória da Conquista, conhecida como Suíça baiana, na região Sudoeste, e Piatã, no ‘topo’ da Chapada Diamantina, duas das que este ano têm marcado as temperaturas mais baixas, de acordo com os medidores meteorológicos.

Elas têm sido monitoras pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), em 2019 registrou a menor temperatura na cidade de Correntina, no Oeste. Por lá, os termômetros já chegaram a marcar 9,8º C neste ano.

TURISMO: A BELA E SELVAGEM CUMURUXATIBA EM PRADO


Se o nome Cumuruxatiba for muito difícil de falar, pode chamar de Cumuru. O que você não pode é deixar de conhecer esse interessante destino do litoral sul da Bahia. A vila de pescadores localizada no município de Prado tem chamado cada vez mais a atenção dos turistas, e esse sucesso não é por acaso.

Cumuruxatiba tem praias lindas, tem tranquilidade, tem silêncio, tem comida gostosa, tem um povo hospitaleiro. Como não amar? Chegou a hora de conhecer um pouco mais sobre esse local perfeito para férias. Confira abaixo o que fazer em Cumuru, onde se hospedar, sugestões de restaurantes e fotos que vão fazer você se apaixonar!

Carinhosamente chamada de Cumuru, Cumuruxatiba faz parte do município baiano de Prado. Na parte mais extrema do Sul da Bahia, esse simpático recanto fica a 168 quilômetros de Caraiva, 56 quilômetros de Alcobaça e 32 quilômetros de Prado que tem mais de 80km de praias.

Guerra à doença do mosaico do mamão


O extremo sul é um grande produtor de mamão. Aqui milhares de pessoas vivem desta cultura. O mamoeiro é uma das poucas plantas frutíferas capazes de produzir durante todo o ano, representando uma das atividades de maior expressão econômica, ressaltando inclusive sua função social, geradora de empregos e absorvente de mão-de-obra de forma continuada. Porém uma doença antiga agora ficou bem mais resistente. O mosaico é uma das doenças mais sérias do mamoeiro. É causado por um vírus e é transmitido pelo pulgão, inseto que se instala nas ervas daninhas que crescem em volta dos pés. O pulgão carrega o vírus causador do mosaico e quando pica o mamoeiro doente, ele adquire o vírus, vai para outras plantas e transmite para os pés sadios.

Os primeiros sintomas aparecem nas folhas, que começam a ficar deformadas, com manchas mais claras, por isso o nome de mosaico. Outro sintoma aparece no talo, tipo uma estria, e nos frutos, em formato de anel. Às vezes, os frutos estão aparentemente saudáveis, mas a lavoura já está comprometida. O produtor não quer perder dinheiro, cortando uma planta antes do momento certo da colheita, mas não tem outro jeito, tanto que existe até instrução normativa do Ministério da Agricultura que determina o corte compulsório dos pés infectados pelo vírus, mesmo sem o consentimento do produtor.

A boa aparência dos frutos pode ser uma das explicações para o aumento do número de casos no extremo sul da Bahia e como não há inseticida para acabar com a doença, a única forma de controle é o corte dos pés contaminados, mesmo quando eles estão carregados de frutas bonitas. Esta virose ocasiona grandes perdas na produção, podendo chegar à destruição total das plantações afetadas, provocando a mudança constante de zonas produtoras.

CIPPA combate o cativeiro irregular de animais silvestres


Uma guarnição da CIPPA deslocou-se até a rua das Araras, Bairro Vila Parracho, no município de Porto Seguro na tarde desta terça- feira, 9, atendendo solicitação de denúncia relacionada à prática de cativeiro de animais silvestres.

No local foram encontradas 32 aves da fauna silvestre nativa que se encontravam em situação de cativeiro irregular no local, tendo informado ser ele também o proprietário do imóvel.

O responsável pelas aves e pelo imóvel identificado como Valdomiro Pinheiro dos Santos, também conhecido como “Coroa”, se apresentou como responsável pelos 32 passeriformes da fauna silvestre nativa que se encontravam em situação de cativeiro irregular no local.

Foi lavrado Termo Circunstanciado (TC) em desfavor de Valdomiro Pinheiro dos Santos, e foram apreendidos todos os animais e 31 gaiolas utilizadas na criação irregular dos pássaros. Todas as aves foram devidamente destinadas ao CETAS (Centro de Triagem de Animais Silvestres) aos cuidados do IBAMA.

A criação irregular de pássaros da fauna silvestre nativa constitui crime ambiental e o combate a tal prática delituosa é uma das mais importantes atividades desenvolvidas pela CIPPA/Porto Seguro no cumprimento de sua missão, prevenindo e reprimindo as condutas lesivas ao meio ambiente.

Família é encontrada morta em casa com churrasqueira acesa


Um casal e uma criança de dois anos foram encontrados mortos em uma casa, em Guarulhos, na noite desta terça-feira, 9. Dentro do quarto havia uma churrasqueira próxima dos corpos.

Casal e uma criança de dois anos foram encontrados mortos em uma casa na Rua Piauí, em Guarulhos (SP)
Casal e uma criança de dois anos foram encontrados mortos em uma casa na Rua Piauí, em Guarulhos (SP)

Foto: Reprodução Google Street View 

Policiais militares foram acionados e encontram na residência localizada na Rua Piauí, no bairro de Bom Sucesso, as vítimas Uildes Lima Moreira, de 27 anos, uma criança de 2 anos e a mãe, ainda sem identificação, sem vida ao lado de uma churrasqueira de alumínio com restos de carvão.

A polícia acredita que o casal tenha usado a churrasqueira para aquecer o local, mas tenha faltado oxigênio e eles, então, morreram asfixiados após inalarem fumaça.

A ocorrência foi registrada como morte suspeita no 7°DP de Guarulhos. A perícia foi acionada e os corpos foram levados para o IML de Guarulhos.

Flávio Dinho e Rui Costa são os governadores mais bem avaliados pelo Congresso


Seis governadores de partidos que fazem oposição ao presidente Jair Bolsonaro são os mais bem avaliados pela cúpula do Congresso, revela nova rodada do Painel do Poder, pesquisa feita pelo Congresso em Foco em parceria com a In Press Oficina. Desses, cinco são do Nordeste.

Para os parlamentares entrevistados, os governadores Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão, Rui Costa (PT), da Bahia, e Wellington Dias (PT), do Piauí, são, pela ordem, os três de melhor desempenho. Na sequência vêm Camilo Santana (PT), do Ceará, Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo, e Paulo Câmara (PSB), de Pernambuco.

Cigano é preso acusado de matar empresário por dívida de R$ 300 mil em São Mateus-ES


Segundo as investigações da Polícia Civil, a vítima tinha uma dívida com o cigano no valor de R$ 300 mil

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Mateus-ES., com apoio dos policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), cumpriu o mandado de prisão do suspeito de assassinar o empresário Alessandro de Freitas, de 44 anos. Ivison Flávio dos Anjos Sousa, de 30 anos, foi detido na manhã desta última quinta-feira (11), na Ilha de Guriri, município São Mateus. O crime aconteceu no dia 24 de abril deste ano, em um lote baldio.

O titular da DHPP de São Mateus, delegado José Eustáquio, informou que o suspeito não ofereceu resistência à prisão. “Ivison ainda estava dormindo quando os policiais chegaram a sua residência para cumprir o mandado e não ofereceu nenhuma resistência”, contou.

Segundo o site FA Notícias o delegado relatou que “o suspeito e a vítima tinham negócios juntos e as investigações apontaram que a motivação do crime foi uma dívida de Alessando possuía com o autor, no valor aproximado de R$ 300 mil”.

Durante a operação foi apreendido o celular que o suspeito utilizou para ligar para vítima e atraí-la para o local do crime. “O empresário estava interessado em comprar um lote e o suspeito disse a ele que iria apresenta-lo o terreno na Ilha de Guriri. Chegando ao local ele executou a vítima sem direto de defesa”, completou o delegado José Eustáquio.

O suspeito será indiciado por homicídio qualificado e motivo torpe, por dissimulação e por recurso que dificulte ou torne impossível a defesa da vítima. Após ser ouvido, ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus.