Três detentos do semiaberto fogem do presídio de Teixeira


capa-22

Lázaro moraes, marcelo Sena e Beltran Almeida fugiram do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, na manhã deste domingo, 30 de outubro.

Os detentos, fugiram pelo anexo onde estavam custodiados os internos do Regime Semiaberto. Eles furaram o alambrado e abriram um buraco no muro que dá acesso a parte externa, fora do alcance das câmeras de monitoramento.

Lázaro foi preso em  06 de fevereiro de 2014 em Linhares, ele foi condenado a 10 anos e 8 meses de regime fechado, porém, no dia 18 de agosto, progrediu para o semiaberto. Já Marcelo foi preso em Itamaraju, junto com mais dois comparsas.

Beltrano foi condenado a 13 anos 05 meses pela comarca do prado, ele foi preso em 29 de novembro de 2009, e progrediu para o regime semiaberto em 31 setembro de 2013.

Com esse ato, os detentos poderão ser regredidos para o regime fechado. Será instaurado um procedimento apuratório.

3-14

2-19

1-20

Sulbahianews

 

De comida a remédios, falta tudo na Venezuela e população sofre


venezuela

Relatório da Human Rights Watch revela o panorama sombrio vivido pelos venezuelanos, que passam horas em filas na busca por comida e produtos de higiene

São Paulo – A crise na Venezuela não dá sinais de que cessará em breve. Enquanto o presidente Nicolás Maduro não entra em acordo com a oposição, com a declaração do parlamento de que o país vive um golpe, a população sofre com uma severa escassez de tudo e vive um panorama sombrio equivalente ao de uma nação em estado de guerra.

A constatação é parte de um detalhado relatório produzido pela organização não governamental Human Rights Watch (HRW) divulgado nesta semana. A pesquisa conta com mais de 100 entrevistas realizadas com civis, médicos, ativistas e revela o drama diário do povo da Venezuela em busca de itens essenciais para a sua sobrevivência.

Saúde

No campo da saúde, a crise trouxe neste ano o aumento nos índices de mortalidade infantil e materna ante o registrado nos últimos anos. Em 2009, a taxa de mortalidade materna no país era de 73 para cada 100 mil partos. Hoje, essa taxa salto para quase 138 mortes. A mortalidade infantil, por sua vez, aumentou de 11,8 em 2013 para quase 19 em 2016.

Em 2016, 76% dos hospitais públicos registram a falta de remédios essenciais, como antibióticos e analgésicos, assim como não há luvas, gazes, seringas ou produtos de limpeza. Médicos chegam ao ponto de ter de pedir que os pacientes consigam por conta própria os remédios e materiais necessários para o atendimento.

Isso aconteceu com Angela Vasquez, 44 anos. Diagnosticada com apendicite, recebeu dos médicos uma lista do que precisava encontrar para que sua cirurgia pudesse ser realizada. Uma menina de 4 anos, cuja família foi entrevistada pela organização, recebeu antibióticos no tratamento para a pneumonia por apenas dois dias. “Às vezes deixamos de comprar comida para comprar seus remédios”, contou a avó.

Comida

No que diz respeito a outros itens básicos, como comida, os dramas continuam. Segundo o observado pela HRW, é a classe média e a camada mais pobre da população que mais sofrem com a falta de comida.

Em algumas lojas, frutas, carnes e até vinhos seguem disponíveis. A maioria dos venezuelanos, no entanto, só consegue comprar produtos sujeitos ao controle de preços do governo via o chamado “Missão Mercal”, programa chavista de regulação de preços que tinha como objetivo garantir aos mais pobres o acesso a itens essenciais. E são esses que estão em falta.

Não são raras as pesquisas que ilustram essa dificuldade. Em uma delas, 87% dos venezuelanos notaram em 2015 dificuldade maior para conseguir comprar comida que nos anos anteriores.

Quanto ao acesso não apenas de comida, mas produtos de higiene pessoal, outra consulta observou que 74% deles desapareceram das lojas. Em setembro, 40% das pessoas permaneceu quase sete horas em filas para a compra dos produtos regulados.

Omar Monroy, 60 anos, estava em uma dessas filas quando foi abordado pela entidade. Segurava um pedaço de papelão sobre o qual dormiu durante a noite na tentativa de comprar 2 quilos de farinha.

“Talvez eu consiga comprar farinha para a minha família depois de 14 horas. Talvez, pois é uma loteria”, disse o idoso que vive em Barquisimeto, uma das maiores cidades do oeste da Venezuela. Farinha é um ingrediente essencial de uma das comidas mais populares do país: a arepa.

Mas, e o governo?

O relatório reconhece iniciativas do governo de tentar lidar com a escassez de produtos e itens essenciais, como o incentivo à produção nacional de medicamentos e comida. “Se implementadas corretamente, essas medidas podem ajudar a reduzir essa falta. Contudo, até agora, elas não aliviaram a severidade da crise da Venezuela”, pontuou a entidade.

Para a HRW, o governo de Maduro subestimou a intensidade dos problemas enfrentados pela população e não dá sinais de que irá se movimentar com o senso de urgência exigido pelas circunstâncias.

Criticou ainda declarações de autoridades em que se tentava mascarar a essa crise humanitária e os argumentos de que, se há algum problema, ele seria fruto de uma “guerra econômica” entre a oposição, o setor privado e as potências internacionais.

Bahia é estado com mais mortes violentas em 2015


20e11a9f28df2d0eefd9be936e1331e7

Foram 6.338 mortes violentas intencionais ano passado, incluindo homicídios dolosos e latrocínios

A Bahia foi estado brasileiro com o maior número de Mortes Violentas Intencionais (MVI) em todo o ano de 2015: foram 6.338 ocorrências, incluindo homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Na categoria de homicídios dolosos, estão inclusas as mortes de policiais e as mortes decorrentes de intervenção policial, em serviço ou fora de serviço.

Em números absolutos, houve redução de 0,43% em relação a 2014, quando foram registradas 6.366 mortes violentas intencionais. A taxa de mortes violentas no estado também caiu, mas 0,9%: em 2014, foi de 42,1 para cada 100 mil habitantes, enquanto em 2015, de 41,7 para cada 100 mil.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (28) pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicação do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O anuário completo, que este ano destaca as mortes violentas, será publicado na próxima quinta-feira (3).

Atrás da Bahia, aparecem os estados de São Paulo (5.196), Rio de Janeiro (5.010), Minas Gerais (4.339), Ceará (4.105), Pernambuco (3.888) e Pará (3.759).

As maiores taxas de MVI, no entanto, estão nos estados de Sergipe (57,3), Alagoas (50,8) e Rio Grande do Norte (48,6). A Bahia aparece em sétimo lugar, no que diz respeito à taxa, com 41,7 mortes para cada 100 mil habitantes.

Procurada, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) questionou os números levantados pelo Anuário e ressaltou a necessidade de padronização da contagem de Crimes Violentos Letais Intencionais no Brasil “para que não sejam produzidos rankings distorcidos”. “Comparar os estados nordestinos, inclusive a Bahia, que não utiliza a categoria ‘mortes a esclarecer’, com federações que utilizam essa nomenclatura é desigual”, diz a pasta em nota.

A SSP-BA destacou, ainda, que as divergências de metodologia “induzem a um erro grosseiro, que expõe os estados transparentes na divulgação dos dados e protege àqueles que utilizam de subterfúgios que mascaram a realidade das grandes metrópoles”. Segundo a SSP, há estados que contabilizam chacinas como um crime único, enquanto a Bahia considera cada morte um crime diferente. “A SSP-BA entende que enquanto não houver a padronização na metodologia utilizada na contagem, não há como fazer comparativos fieis à realidade”, completa a pasta.

Entre os 26 estados e o Distrito Federal, 14 reduziram as taxas de MVI em 2015, com relação ao ano anterior: Alagoas (-20,8), Bahia (-0,9), Ceará (-9,2), Distrito Federal (-13,0), Espírito Santo (-10,7), Mato Grosso (-5,0), Mato Grosso do Sul (-8,5), Minas Gerais (-2,5), Paraná (-2,8), Piauí (-9,4), Rio de Janeiro (-12,9), São Paulo (-11,4), Acre (-2,2) e Paraíba (-1,4).

Outros 13 estados registraram aumento nas taxas: Goiás (1,3), Maranhão (7,3), Pará (2,8), Rio Grande do Norte (39,1), Rio Grande do Sul (2,8), Roraima (15,9), Santa Catarina (4,5), Sergipe (18,2), Amapá (11,2), Rondônia (0,5), Tocantins (9,2) e Amazonas (19,6).

Acidente com funcionário da 9ª Dires deixa uma mulher morta e cinco pessoas feridas BA 290 em Teixeira de Freitas


6e7a5a2584249192d119559e3abbf487ac93b879

Um acidente envolvendo dois veículos nas primeiras horas d amanhã deste domingo (30) na BA 290 que liga Teixeira de Freitas ao litoral, logo depois da fazenda Cascata, deixou uma pessoa morta e cinco feridas.

58267ca1a6b983d6918db6e5b18e6febcea50a6f

Dois veículos, Um Cross Fox de cor preta, placa policial JSH 6256, guiado por Jorge Ribeiro da Silva de 55 anos, funcionário na 9ª Dires colidiu de frente com um Ford Fiesta de cor preta, placa policial NTD 2394,  também licenciado em Teixeira de Freitas.

a72849925229d9ae534a66b4e00e18c614fc5081

Na colisão morreu Zilda Souza e cinco pessoas ficaram feridas. Segundo informações, Zilda trabalhava em uma empresa que presta serviço para a 9ª Dires. Os feridos foram identificados até agora pelos nomes de Jéssica, Fabrício, Josete, Vanderlei e Jorge que guiava o Cross Fox. Os feridos foram socorridos ao hospital municipal e Jorge está passando por cirurgia..

c70296255df1dca00d481f8d821db8d02344fefe

 

Bahiaextremosul

Criança de 09 meses morre ao cair do carro em Prado


78029525

 

Pedro Silva Carneiro de apenas nove meses de vida deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Prado na noite deste sábado, 29 de outubro já sem os sinais vitais.

Segundo os pais da criança, eles estavam voltando da praia Paixão para a cidade do Prado quando a criança que viajava no banco de trás do veículo, conseguiu abrir a porta e cair fora do carro. Socorrida para a UPA a criança já chegou morta a unidade hospitalar.

O pai da criança, Jorge Mendes carneiro Junior, este nesta manhã do IML de Teixeira de Freitas, mais está muito abalado e não quis conversar com nossa reportagem, segundo um amigo da família, o pequeno Pedro era filho único do casal, Jorge tem outra filha de 18 anos do primeiro casamento.

O acidente foi registrado no plantão da 8ª Coorpim em Teixeira de Freitas e a polícia vai investigar o caso. O acidente chama atenção porque a criança estava no banco de trás sem a cadeirinha exigida por lei e porque a porta do carro não estava travada. Cabe á polícia investigar.

BahiaExtremosul

 

Delação da Odebrecht atinge cúpulas do PMDB, do PT e do PSDB, diz revista


Colaboração de 75 executivos da maior empreiteira do país já reúne mais de 300 anexos e mira lideranças como Lula, Dilma, Temer, Padilha, Jucá, Cabral, Paes, Serra, Aécio e Alckmin, segundo Veja

odebrecht-1

Reportagem de capa da revista Veja desta semana conta que a delação premiada de 75 executivos do grupo Odebrecht, incluindo seu ex-presidente Marcelo Odebrecht, já tem mais de 300 anexos, cada qual com uma história de corrupção. Segundo a semanal, os principais nomes da política brasileira são apontados pelos delatores como beneficiários do esquema de corrupção e dois que envolve a maior empreiteira do país. O acordo, que ainda depende da assinatura do Ministério Público e do reconhecimento pela Justiça, promete trazer complicações para os ex-presidentes Lula e Dilma, o atual presidente, Michel Temer, e os tucanos José Serra, Aécio Neves e Geraldo Alckmin, nomes do PSDB para a disputa presidencial em 2018.

A cúpula do PMDB também está na mira. Segundo a reportagem, entre os peemedebistas citados estão o ex-governador Sérgio Cabral (RJ), o atual prefeito do Rio, Eduardo Paes, o senador Romero Jucá (RR) e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Geddel Vieira Lima (Governo), entre outros.

Chamada pela revista de “delação do fim do mundo”, a colaboração da Odebrecht envolve 400 advogados de 20 das maiores bancas do Brasil. O acordo está sendo fechado após muita resistência de Marcelo Odebrecht, preso há mais de um ano em Curitiba, que resolveu ceder após a pressão do pai, Emílio Odebrecht.

Para Emílio, se Marcelo não colaborar, o grupo – que viu seu faturamento pular de R$ 30 bilhões em 2007 para R$ 125 bilhões em 2015 – corre sério risco de falir. Esse período de abundância coincide com à passagem de Marcelo pela presidência. O ex-presidente do grupo foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 19 anos de prisão.

“É tanta gente implicada que a empreiteira reservou parte de um hotel em Brasília apenas para organizar o trabalho na reta final. Há duas semanas, os representantes dos delatores e os procuradores da Lava Jato tiveram de se reunir em um auditório para alinhar os últimos detalhes do acordo. Ao microfone, os procuradores chamavam os advogados um a um. Nessa reunião foram apresentados 300 anexos, assim chamados os resumos que cada delator se propõe a revelar à Justiça. Ou seja, serão contadas 300 novas histórias de corrupção no Brasil”, diz trecho da reportagem.

Tanto a Odebrecht quanto os procuradores da força-tarefa se negam a fazer qualquer comentário sobre a delação premiada. Alguns deles até contestam a negociação de um acordo. Mas, por outro lado, é notório que o sigilo entre as partes é pressuposto para a validação das colaborações.

Segundo a revista, o juiz Sérgio Moro, que cuida da Lava Jato na Justiça Federal, afirmou a um interlocutor em Brasília estar impressionado com a dimensão das revelações em curso: “Pela extensão da colaboração, haverá turbulência grande. Espero que o Brasil sobreviva”.

Linha sucessória na delação da Odebrecht, segundo Veja:

Lula – é suspeito de ter recebido favores como a reforma do sítio em Atibaia (SP) como contrapartida por contratos para o grupo no Brasil e no exterior.

Dilma – suspeita-se que parte de sua campanha eleitoral tenha sido financiada com caixa dois, por meio de pagamentos da Odebrecht ao marqueteiro João Santana fora do país.

Michel Temer – é suspeito de ter pedido, quando ainda era vice-presidente e candidato com Dilma a um novo mandato, R$ 10 milhões a Marcelo Odebrecht para o PMDB. Segundo a revista, delatores afirmam que dinheiro foi entregue em espécie ao atual ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

José Serra – suspeito de ter recebido R$ 23 milhões em caixa dois no exterior para sua campanha ao Planalto em 2010, em que perdeu para Dilma.

Aécio Neves e Geraldo Alckmin – segundo Veja, as menções aos dois pré-candidatos do PSDB à Presidência da República ainda são vagas, mas podem complicar a vida deles caso o acordo de delação seja homologado. Conforme a revista, há suspeita de que o governador paulista recebeu doação de campanha em troca de obras tocadas pela empreiteira no Rodoanel. Detalhes ao senador mineiro são mais vagos, de acordo com a publicação.

Mais sobre Operação Lava Jato

Toyota Hilux dá novo vexame em teste de estabilidade; assista


Nove anos atrás, a revista sueca especializada em automóveis Teknikens Värld apontava que a Hilux oferecia alto risco de capotamento durante testes de estabilidade, conhecido na Europa como “teste de desvio do alce”. Na ocasião, a picape da Toyota foi a única reprovada.

A mesma publicação resolveu testar a nova geração de picapes recém-chegada aos mercados: Ford Ranger, Mitsubishi L200 Triton, Nissan Navara (nova Frontier), Volkswagen Amarok, Isuzu D-Max (que usa a base da Chevrolet S10) além da própria Hilux, que mudou no ano passado.

Novamente foi registrado fracasso do modelo da Toyota, o único a tirar dois pneus do chão na manobra, realizada a 59 km/h e com a carga máxima permitida pelo fabricante (no caso da Hilux, 834 kg).

“Todas as picapes têm controle de estabilidade e não esperávamos qualquer risco. As outras ainda passaram num teste mais rápido, de 67 km/h”, aponta a revista, que suspeitou do nível de aderência dos pneus de 18 polegadas.

O teste foi refeito em uma unidade com rodas e pneus aro 17, mas a Hilux voltou a descolar do chão, embora menos que a anterior. De acordo com a Teknikens Värld, “há algo seriamente errado com o sistema de segurança dinâmica” e seu desempenho não é bom o suficiente. “Nem perto disso”, afirmam os especialistas.

A Toyota europeia se defendeu e informou que, segundo os testes realizados durante seu desenvolvimento, a Hilux é um veículo seguro.

ITAMARAJU | Suspeito com carro roubado morre em troca de tiros com a polícia.


itamaraju-in-suspeito1

Um homem, que ainda não foi identificado, morreu no final da manhã deste sábado (29) após trocar tiros com a Polícia Militar na estrada vicinal da BA-284, que liga os municípios de Itamaraju e Jucuruçu.

De acordo com informações preliminares ele estava dentro de um carro roubado quando foi abordado pela polícia e após resistência houve uma perseguição pela rodovia.

Após o tiroteio, o jovem que foi alvejado foi encaminhado para o Hospital Municipal de Itamaraju, mais não resistiu aos ferimentos e veio a óbito na unidade hospitalar. O veículo trata-se de um Saveiro, de cor branca, placa policial PJA-8021, licenciado em Itamaraju, que teria sido levado durante um assalto a uma comerciante, no centro de Itamaraju no período da tarde da última sexta-feira (28).

itamaraju-in-suspeito2

Os investigadores plantonistas da Polícia Civil já foram notificados e o corpo deverá ser removido para o IML local. O veículo recuperado foi encaminhado para a Delegacia da Policia Civil, onde passará por vistoria e deve ser entregue ao seu proprietário nas próximas horas.

A qualquer momento mais informações a cerca do caso.

itamaraju noticias

 

Autor de crime bárbaro em Posto da Mata morre em confronto com militares da 89ª CIPM


00000pi1

Nova Viçosa: Na tarde desta sexta-feira, 28 de outubro, policiais militares da 89ª CIPM e do PETO, com apoio do Coordenador de área, realizavam buscas e diligências a fim de localizar Alison Soares dos Santos, vulgo “Pita”, homicida e ex-presidiário, que era o principal suspeito de ser autor do homicídio que vitimou Wilson Fernandes de Souza, 45 anos de idade, em parceria com o suspeito Rosenilton, que foi preso ainda pela manhã.

Os militares receberam uma denúncia anônima informando que o suspeito estaria escondido nos fundos da Rua Aracruz no Bairro Baía dos Anjos em Posto da Mata. Assim que chegaram ao local, os militares montaram cerco, mas, foram surpreendidos pelo criminoso, que tentando escapar do cerco policial atirou contra os militares. Assustados com a ação do meliante, os militares buscaram refúgio e responderam às investidas do criminoso.

Durante troca de tiros, o “Pita” foi alvejado, e, imediatamente, socorrido ao Hospital Municipal, mas, não resistiu e morreu momentos depois de dar entrada na Unidade Hospitalar. A arma usada por ele foi apreendida e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Posto da Mata, onde a morte de Alison foi informada e o caso registrado e apresentado ao delegado titular, Maderson Souza Dias.

00000pi2

Com a morte de Alison, a Polícia Civil voltará a ouvir Rosenilton acerca da morte de Wilson, já que a real motivação de tamanha crueldade e violência ainda não foi revelada. O corpo de Pita segue no Hospital Municipal de Posto da Mata, e o delegado solicitou remoção. O corpo será encaminhado ao IML de Teixeira de Freitas, onde será necropsiado e, logo após, liberado aos familiares para velório e sepultamento.

Segundo a polícia, o crime tem características de latrocínio e que os suspeitos eram contumazes em crimes de roubo. Já o Rosenilton alega que a motivação foi por dívida de drogas.

Por: Rafael Vedra/Liberdadenews

Vídeo: Veja o efeito devastador que pode causar com a combinação de álcool e Energético.


Uma mistura que é feita com frequência na balada pode colocar a saúde das pessoas em risco. Cientistas da Universidade Purdue, nos Estados Unidos, apontaram que a mistura da vodca com o energético altera a massa encefálica do cérebro, tendo efeitos muito parecidos com os da cocaína. Os testes, que foram realizados com cérebros de ratos adolescentes, apontaram que o centro de recompensas do cérebro é alterado quando a mistura é ingerida e que os jovens sentem mais dificuldades em lidar com as substâncias prazerosas. Os cérebros ainda apresentaram a proteína ΔFosB em grande quantidade, semelhante ao que ocorre de quem utiliza cocaína ou morfina. Os ratos, quando adultos, se tornaram resistentes à sensação de prazer da cocaína. “Tudo indica que as duas substâncias misturadas causam mudanças de comportamento e na neuroquímica do cérebro. Há claramente efeitos em tomar essa mistura que não existiriam quando se toma o álcool ou o energético separadamente”, disse Richard van Rijn, um dos autores do estudo.